IBXL top 50 Bolsa
big Lay Blog 012

Índice IBRX: Conheça as 50 ações com maior liquidez da Bolsa de Valores.

Nos últimos meses temos observado um aumento das notícias e conteúdos voltados para o mercado financeiro. Renda fixa, variável, ações… muitas opiniões, recomendações e estudos.

Falando especificamente da bolsa de valores, temos um grande número de empresas listadas, divididas em diferentes segmentos, setores e categorizações de acordo com diversos fatores.

Pensando em otimizar a sua busca por empresas e ativos, preparamos um artigo especial com a listagem das 50 empresas com maior liquidez da bolsa, ou seja, aquelas com alto volume de compra e venda, dando mais segurança ao operador na hora de escolher alguma que não vá deixar a sua ordem “pendurada” na corretora.

Entre os diversos índices de espelho de ações da bolsa, como o IBOV e o S&P 500, temos o IBXL (ticker IBRX), justamente aquele em que os ativos de maior liquidez se destacam. Mas, para melhorar ainda mais a sua procura, explicamos e separamos as empresas de acordo com o seu segmento e nível de governança. Não sabe o que significa? Então esse artigo foi feito pra você!

Visão geral sobre as ações listadas na bolsa de valores nacional

Apesar de termos observado um aumento dos IPOs nos últimos anos (IPO é a sigla para oferta pública inicial, quando uma empresa entra na Bolsa), ainda temos um número, digamos, conservador comparado a outros mercados, como o americano, ou europeu.

Ainda assim, opções não faltam para os investidores do mercado de ações. Só de empresas nacionais, estamos falando de mais de 350 opções de investimento, sem levar em conta os quase 700 BDRs de ações e ETFs disponíveis para operação ao alcance de qualquer investidor.

No entanto, para operações day-trade, por exemplo, é recomendável que se escolha ações de alta liquidez, evitando que suas ordens fiquem “penduradas”, sem um comprador ou vendedor para encerrar a posição.

Antes de passarmos para os setores, vamos falar um pouco das categorias das empresas, formalizadas pela B3 ou definidas pelo mercado.

As diferentes divisões das empresas na Bolsa de Valores

Tanto para fins de organização, quanto de análise, podemos juntar grupos de empresas em diversas categorias de capitalização (e, por consequência, de liquidez) facilitando as relações de mercado e as decisões de investimento.

Vamos a elas:

– Big Caps ou Blue Chips: São as empresas de grande capitalização da Bolsa, ou seja, com valor de mercado superior a 10 bilhões de dólares. São as empresas dominantes dos seus ramos de atuação e, portanto, acredita-se que tenham mais estabilidade.

– Small Caps: Empresas consideradas de menor capitalização, e, portanto, mais voláteis. São aquelas com valor de mercado menor que U$S 10 bilhões e consideradas muitas vezes ações de segunda ou terceira linha. Isso não significa que sejam piores ou melhores, somente não atingiram a maturidade das “irmãs maiores” e podem, com isso, apresentar maior potencial de crescimento.

Além da divisão criada pelo mercado de acordo com o volume de negociações, também temos a categorização de acordo com a sua governança corporativa, aumentando o índice de confiança e a transparência no mercado acionário.

Divisões por Governança Corporativa

– Governança Corporativa Nível I: As empresas participantes tanto do nível I quanto do nível II realizam esforços direcionados para melhorar a relação com os investidores, buscando o aumento do potencial de valorização. Aquelas que se encontram no nível I estão comprometidas com melhorar a prestação de informações ao mercado, como boletins trimestrais. Ficam obrigadas ainda a divulgar informações de contratos, acordos de acionistas, bem como um calendário anual dos eventos corporativos.

– Governança Corporativa Nível II: além das exigências do nível I, as empresas desse nível comprometem-se em adotar práticas de direitos adicionais para os acionistas minoritários. Mandato de um ano para o Conselho de Administração, relatórios contábeis com padrão internacional e a inclusão do direito de voto às ações preferenciais em alguns casos estão entre as demais exigências.

– Novo Mercado: representa um benchmark de governança corporativa criado em 2000. É a categoria com mais empresas listadas, superando 170 companhias. Entre as diversas exigências está a de que o capital tem que ser composto exclusivamente por ações ordinárias com direito a voto e a instalação das áreas de Auditoria Interna e das funções de Compliance e Comitê de Auditoria na empresa.

– Bovespa Mais Níveis I e II: O Bovespa Mais pode ser considerado uma transição de acesso gradual para níveis mais elevados. Não há exigências rígidas e a governança é mais flexível. Não é necessário um mínimo de ações em circulação. No entanto, ao longo de sete anos as ações deverão atingir o mínimo de 25% de ações em circulação ou 10 negociações/mês mais presença em 25% dos pregões. A diferença entre os níveis é que no II é necessário que haja ações preferenciais e ordinárias (ON E PN).

– Balcão Organizado Tradicional: É considerado um nível básico nos segmentos de listagem, uma espécie de porta de entrada com regras mais flexíveis de negociação. Não há regras para acumulações de cargo e percentual mínimo de ações em circulação, por exemplo.

– BDR (Níveis I, II e III): a sigla é tradução para recibos depositários, títulos com lastro em papéis listados nas bolsas americanas. Hoje são aproximadamente 700 (!) proporcionando uma possibilidade de diversificação da carteira. Tudo sobre os BDRs você encontra neste artigo.

Segmentos disponíveis na bolsa e respectivas empresas

Vamos então ao principal tópico do artigo! Usamos o índice IBRX50 e a categorização da B3 para trazer a relação das companhias listadas na Bolsa. Use esse artigo como um índice de busca sempre que estiver procurando por uma empresa.

Código/TickerAçãoTipoSetor Nível de Governança
ABEV3AMBEV S/AONConsumo Não-Cíclico
AZUL4AZULPN N2Bens IndustriaisGC Nível II
B3SA3B3ON NMFinanceiroNovo Mercado
BBAS3BRASILON NMFinanceiroNovo Mercado
BBDC4BRADESCOPN N1FinanceiroGC Nível I
BBSE3BBSEGURIDADEON EDR NMFinanceiroNovo Mercado
BPAC11BTGP BANCOUNT N2Financeiro
BRDT3PETROBRAS BRON NMPetróleo, Gás e BiocombustíveisGC Nível II
BRFS3BRF SAON NMConsumo Não-CíclicoNovo Mercado
BRML3BR MALLS PARON NMFinanceiroNovo Mercado
BTOW3B2W DIGITALON NMConsumo CíclicoNovo Mercado
CCRO3CCR SAON NMBens IndustriaisNovo Mercado
CIEL3CIELOON NMFinanceiroNovo Mercado
CMIG4CEMIGPN N1Utilidade PúblicaGC Nível I
COGN3COGNA ONON NMConsumo CíclicoNovo Mercado
CSNA3SID NACIONALONMateriais Básicos
CVCB3CVC BRASILON NMConsumo CíclicoNovo Mercado
CYRE3CYRELA REALTON NMConsumo CíclicoNovo Mercado
ELET3ELETROBRASON ED N1Utilidade PúblicaGC Nível I
EQTL3EQUATORIALON NMUtilidade PúblicaNovo Mercado
GGBR4GERDAUPN N1Materiais BásicosGC Nível I
GNDI3INTERMEDICAON NMSaúdeNovo Mercado
GOAU4GERDAU METPN N1Materiais BásicosGC Nível I
GOLL4GOLPN N2Bens IndustriaisGC Nível II
IRBR3IRBBRASIL REON NMFinanceiroNovo Mercado
ITSA4ITAUSAPN N1FinanceiroGC Nível I
ITUB4ITAUUNIBANCOPN N1FinanceiroGC Nível I
JBSS3JBSON NMConsumo Não-CíclicoNovo Mercado
KLBN11KLABIN S/AUNT N2Materiais BásicosGC Nível II
LAME4LOJAS AMERICPN N1Consumo CíclicoGC Nível I
LREN3LOJAS RENNERON NMConsumo CíclicoNovo Mercado
MGLU3MAGAZ LUIZAON NMConsumo CíclicoNovo Mercado
MRFG3MARFRIGON NMConsumo Não-CíclicoNovo Mercado
MULT3MULTIPLANON N2FinanceiroGC Nível II
NTCO3GRUPO NATURAON NMConsumo Não-CíclicoNovo Mercado
PETR3PETROBRASON N2Petróleo, Gás e BiocombustíveisGC Nível II
PETR4PETROBRASPN N2Petróleo, Gás e BiocombustíveisGC Nível II
PRIO3PETRORIOON NMPetróleo, Gás e BiocombustíveisNovo Mercado
RADL3RAIADROGASILON NMSaúdeNovo Mercado
RAIL3RUMO S.A.ON NMBens IndustriaisNovo Mercado
RENT3LOCALIZAON NMConsumo CíclicoNovo Mercado
SBSP3SABESPON NMUtilidade PúblicaNovo Mercado
SULA11SUL AMERICAUNT N2FinanceiroGC Nível II
SUZB3SUZANO S.A.ON NMMateriais BásicosNovo Mercado
TOTS3TOTVSON NMTecnologia da InformaçãoNovo Mercado
UGPA3ULTRAPARON NMPetróleo, Gás e BiocombustíveisNovo Mercado
USIM5USIMINASPNA N1Materiais BásicosGC Nível I
VALE3VALEON NMMateriais BásicosNovo Mercado
VVAR3VIAVAREJOON NMConsumo CíclicoNovo Mercado
WEGE3WEGON NMBens IndustriaisNovo Mercado

E então, partiu mercado financeiro?

As empresas listadas podem ser negociadas na bolsa por qualquer pessoa física, desde que obedecendo as regras estabelecidas pela corretora na qual realizou o cadastro.

Usando o Profit Pro você tem acesso aos recursos mais avançados para operar no mercado financeiro, posicionando ordens diretamente no gráfico com o Chart Trading, por exemplo.

Operações que consideram muitas variáveis na tomada de decisão, como é o caso do day-trade, tornam-se mais seguras com o uso das ferramentas certas. Caso ainda não conheça as plataformas da Nelogica, faça um teste e descubra!

Bons gains a todos e até a próxima!