BMF: como operar na Bolsa de Mercadorias e Futuros?

Aprenda como operar futuros na Bolsa de Valores, um mercado conhecido popularmente como BM&F, utilizado pela maioria dos traders brasileiros

Última atualização:

Como operar futuros na BM&F?

Bem, primeiro de tudo é importante frisar que o mercado futuro faz parte da B3, só que até pouco tempo atrás era conhecido como BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros).  Embora a sigla BM&F não exista mais, extinta desde a fusão com a B3 em 2017, ainda é muito comum relaciona-lá ao mercado de futuros.

É justamente sobre o mercado de futuros que vamos falar agora!

Este segmento é o favorito dos day traders, principalmente em razão de sua alta liquidez e das oportunidades que ele oferece. Além disso, o mercado de futuros também reúne inúmeros investidores institucionais.

Investir e operar no mercado de futuros pode ser uma ótima opção para traders de diferentes perfis e tempo de experiência. Para obter bons resultados, no entanto, é preciso analisar todos os cenários possíveis para identificar as melhores opções.

Com análises inteligentes e visão estratégica é possível minimizar riscos e maximizar ganhos com investimentos em contratos futuros.

Por isso, neste artigo você vai saber como funciona o mercado de futuros e o que é preciso fazer para começar a operar nele.

Continue a leitura e saiba mais!

Saiba como funciona o mercado futuro

Antes de saber como operar futuros na BM&F, é preciso entender alguns conceitos.

A Bolsa de Mercadorias e Futuros é um mercado de derivativos no qual é possível investir dinheiro em ativos como taxa de juros, commodities (soja, café, boi gordo, milho etc.), moedas (como o dólar), minerais, entre outros.

Vale lembrar que, para investir em uma dessas opções, você precisa primeiramente de uma conta em uma corretora de valores.

Neste mercado são negociados os contratos futuros, que são acordos em que se realizam a compra e venda a serem pagos em um determinado preço e data, estabelecidos formalmente e com um preço combinado com antecedência. Outra vertente é o mercado de opções.

As negociações são feitas a partir de um “lote mínimo”, sendo que cada contrato tem seu próprio código de identificação e data de vencimento pelo qual são realizadas as transações de compra e venda.

Quais são os principais ativos deste mercado?

Entre os ativos futuros mais populares estão os contratos futuros de dólar cheio (ticker) e mini dólar, assim como os contratos de índice e mini índice. Estes últimos são derivados do índice Ibovespa, o mais importante indicador do desempenho médio das cotações das ações negociadas na B3, formado pelas ações com maior volume negociado nos últimos meses.

No entanto, diferente do que muitos podem pensar sobre o mercado de futuros, os contratos de índice e dólar não são derivativos mais líquidos deste tipo de negociação, mas sim os que reúnem o maior número de investidores pessoa física. Já os ativo futuros com maior volume negociado na Bolsa são as taxas de juros, onde os principais investidores são institucionais.

Entenda o que são derivativos

Um dos principais pontos que o trader precisa entender para ter sucesso na BM&F é compreender o que são os derivativos. Estes são contratos pelos quais são estabelecidos pagamentos futuros, com base de cálculo determinada a partir do valor de outros ativos. O mercado de opções de câmbio é um deles, uma vez que o valor das opções de dólares varia conforme o valor da moeda no mercado à vista.

Existem vários tipos de derivativos. O mercado a termo, mercado futuro e mercado de opções são alguns exemplos. Além disso, eles também podem ser divididos em derivativos financeiros e derivativos agropecuários.

Entre os derivativos financeiros mais conhecidos estão:

  • Dólar (DOL)
  • Índice Bovespa (WIN)

Entre os agropecuários estão:

  • Milho (CCM)
  • Café (ICF)
  • Boi Gordo (BGI)

Vantagens de operar futuros operar futuros na BM&F

Como você já pôde perceber, quando um trader compra um contrato futuro na B3 a expectativa de ganho gira em torno da oscilação de preços do ativo. No entanto, eles também são usados como estratégia de proteção e rentabilidade de investimentos.

Quando feita da maneira correta, essa opção de investimento pode aumentar a lucratividade, sendo, no entanto, é preciso estar sempre atento e analisar também os riscos de perdas.

Entre as principais vantagens dos contratos futuros encontram-se:

  • oportunidade de diversificar investimentos;
  • grande poder de alavancagem;
  • facilidade para investir;
  • agilidade nas negociações.

Conheça os riscos envolvidos e a alavancagem

Agora que você já sabe como operar futuros na BM&F

Em maior ou menor grau, todo investimento envolve um nível de risco. No mercado de futuros essa máxima também é seguida. Sendo assim, antes de investir é indicado que o trader se informe ao máximo sobre todos os cenários e riscos envolvidos na ação.

Outro ponto importante é compreender bem o funcionamento da alavancagem. Esse serviço é utilizado para impulsionar os ganhos a partir de recursos vindos de terceiros como empréstimos, financiamentos etc.

Analise as oportunidades e a volatilidade dos ativos

A BM&F tem um mercado volátil, o que exige que o investidor desenvolva raciocínio rápido e capacidade analítica para identificar possibilidades, compreender cenários e agir corretamente em situações momentaneamente desfavoráveis.

É importante compreender também que esses ativos são especialmente voltados para o day trade, sendo assim, é preciso haver uma adaptação para operá-los corretamente, principalmente no caso em que o operador é pessoa física.

Conclusão

Neste artigo você aprendeu mais sobre como operar no mercado de futuros e os principais ativos que compões este segmento de negócios da Bolsa de Valores.  Agora chegou a hora de você colocar seu conhecimento em prática. Teste o Profit sem pagar nada por 15 dias e tenha acesso a plataforma de análise e disparo de operações mais usadas por traders do Brasil!

Ah, e não deixa de ficar acompanhando o Blog da Nelogica para mais conteúdos sobre mercado financeiro!

Até a próxima e bons gains!