View Blog 097 1
View Blog 097 1

Bolsa de Valores: conheça todos os custos do day trade

Quando pensamos em ingressar no mercado financeiro nosso objetivo principal é ganhar dinheiro. Porém, ganhar dinheiro não deve ser a única preocupação dos operadores de mercado. Assim como uma empresa, o trader tem despesas operacionais e custos de estrutura, como local e ferramentas de trabalho, que podem impactar em seu lucro. 

Além da B3, existem diversos intermediários e empresas em torno do mercado financeiro. Essas empresas ajudam a “conectar os pontos” e tornar possível que o seu click se concretize em uma negociação. Para que toda essa estrutura funcione existem custos que envolvem cada operação. Corretagem, impostos, tarifas de bolsa, custos de estrutura, tudo isso será abordado neste artigo a seguir!

Qual a importância de conhecer esses custos?

Se você já realizou alguma operação na Bolsa de Valores, já deve ter passado pela seguinte situação:

Exemplo:

As 10:10 da manhã Vitor realiza uma operação e obtêm lucro de R$ 55,00. Vitor então decide continuar operando ao longo do dia. Ele então realiza diversas operações, algumas com lucro e outras com prejuízo. Ao final do dia, Vitor nota que seu saldo está em R$ 20,00 positivos. 

Vitor então decide encerrar as operações por hoje para sair com algum lucro no bolso. Ao acordar do dia seguinte, ele nota em sua conta na corretora que em vez de ter lucrado R$ 20,00, teve um prejuízo de – R$ 12,68.

O prejuízo de Vitor foi causado pelos custos das diversas operações realizadas durante o dia. Por isso é importante que o day trader entenda os custos que envolvem cada operação. 

Por mais que se obtenha lucro em algum trade, é necessário que se faça o monitoramento da quantidade de operações e tamanho dos lotes.

É natural que conforme o operador ganhe mais experiência ele tenha mais noção dos custos desta modalidade. No entanto, o iniciante pode se enganar facilmente e ter uma noção errada do quanto lucrou no dia.

Os encargos do day trade

Separamos os encargos do day trade em quatro segmentos: Corretagem, custos de Bolsa, Impostos e custos de estrutura. Esses custos são originados de fontes separadas. Cada uma dessas fontes contribui para que as negociações ocorram de fato.

Para que não haja nenhuma dúvida em relação aos custos na hora das operações, listamos abaixo todos os custos que envolvem as operações no day trade.

Corretagem

O custo de corretagem está associado aos intermediários, como corretoras e bancos. Essa taxa irá variar de empresa para empresa, então fique de olho, pesquise e questione a sua corretora ou o seu banco para ter certeza.

As corretoras e bancos ainda podem cobrar corretagens diferentes para cada categoria de ativo. Por exemplo, a corretora pode cobrar um valor menor por contrato de dólar negociado mas cobrar um valor maior por cada lote de ações. Fique atento e consulte com o seu fornecedor.

Cuidado com a zerada de posição pela mesa!

Para controle de risco, grande parte das corretoras e bancos hoje em dia possuem sistemas automáticos que zeram as posições dos clientes. Nestes casos, os“robôs” são acionados quando uma operação do cliente está pondo em risco o patrimônio total que está alocado na corretora. 

Isso evita que o cliente fique com saldo negativo e se torne devedor no banco ou corretora, por conta de uma posição muito negativa. Quando isso ocorre, a corretagem cobrada referente a operação é muito mais elevada.

Normalmente essa zeragem de posição também pode ser acionada por telefone pelo próprio cliente. Essa opção por telefone é utilizada quando o trader, por algum motivo, não consegue encerrar seus trades pela plataforma ou pelo home broker.

Tarifas da Bolsa

As tarifas que são cobradas pela Bolsa de Valores incidem em todas as operações que são realizadas. Existem mais de uma e elas variam conforme o volume financeiro e ativo negociado. Nas operações de modalidade day trade, temos duas tarifas, Emolumentos e Taxa de Registro. Confira a seguir mais detalhes: 

Emolumentos

Os emolumentos são taxas cobradas pela B3, e que incidem nas operações de compra e venda de ativos financeiros. O cálculo dessas taxas pode ser um pouco complicado, porém, elas são cobradas sobre o valor financeiro da operação.

Em relação ao day trade, o valor cobrado pode variar um pouco. O custo diminui conforme o volume negociado do ativo. Quanto mais contratos ou ações foram negociados, menos será pago de emolumentos por lote negociado. As regras desta tarifa podem sofrer alterações então consulte o site da B3 para ficar sempre atualizado.

Taxa de Registro

A taxa de registro assim como os emolumentos são taxas cobradas pela B3. Essa taxa refere-se ao registro da compra e da venda de um ativo na Bolsa. Ela incide sobre a abertura ou o encerramento de uma posição em contratos futuros, antes da data de vencimento do contrato.

Os custos dessa taxa são variados. Eles são cobrados a partir de dois componentes, um fixo e outro variável ao número de contratos negociados. Essa tabela também pode ser consultada no site da B3. 

Impostos

Como você deve saber, o Imposto é um tributo obrigatório que é cobrado pelo governo. Essa valor arrecadado contribui para custear as despesas administrativas do Estado. O não pagamento pode gerar multas e até punição legal. A seguir será abordado os tipos de imposto de incidem em operações day trade.

ISS

O Imposto sobre Serviços é um tributo municipal pelo serviço cobrado na corretagem. Seu percentual máximo é de 5%, valor de referência usado no município de São Paulo, onde a B3 fica localizada.

Esse imposto é pago junto à taxa de corretagem, porque sua cobrança é feita sobre esse índice. Por exemplo: se a corretora cobrar R$ 9,00 por lote de ativos, o ISS custará, no máximo, R$0,45.

IRRF

O imposto retido na fonte será de 1% sobre o lucro. Neste caso essa taxa será cobrada somente se o day trader tiver obtido lucro em suas operações do dia.

Ao final do mês, o trader deverá pagar 20% de Imposto de Renda sobre o lucro obtido no mês. Isto se aplica a todas as operações de modalidade day trade realizadas no mês vigente.

Desta forma, o restante (19%) deverá ser pago pelo próprio operador de mercado através de DARF, até o último dia útil do mês seguinte. Também é necessário que informe os dados na declaração anual, detalhando lucros ou prejuízos mensais, imposto pago e outras informações.

Lembre-se da sua estação de trading! 

Assim como um empreendimento, é necessário colocar na “balança” o que chamamos de custo de estrutura. Esse custo é referente a toda a estrutura que o day trader está usando. Abaixo listamos os principais itens que compõem uma estação de trading.

  • Plataforma: A plataforma é essencial para o day trader. É nela que o day trader irá enviar suas ordens de compra e venda, fazer suas análises e planejar seu trades. O Profit por exemplo, é uma plataforma de alta performance que foi desenvolvida para atender a todos os tipos de traders.
  • Conexão: O day trader precisa de uma conexão de internet estável. Nada pior que estar no meio de uma operação e a internet cair não é mesmo? Uma conexão estável lhe dará mais tranquilidade na hora de operar.
  • Hardware: Assim como os itens anterior, é necessário ter um computador que atenda às suas necessidades. Seja um notebook ou um desktop. Agora se você é um trader que está sempre em movimento, uma opção é realizar as operações pelo seu smartphone com o Profit Mobile.
  • Local: Assim como uma empresa que tem escritórios e salas comerciais, há alguns traders que optam por terem seu espaço. Um escritório separado ou até mesmo um home-office, planejado para lhe atender. Isso auxilia a manter o profissionalismo e não levar na brincadeira.

Faça seu plano!

Planejamento é fundamental para o day trader. Entendendo todos os custos que envolvem cada operação e a atividade como um todo, fica mais fácil para o trader, fazer seu planejamento e evitar surpresas.

Avaliar seu perfil de trader também é importante. Se o número de operações realizadas é condizente com as oportunidades oferecidas pelo mercado é a melhor forma de garantir o maior rendimento possível e melhorar seus resultados. Pois quanto mais operações o trader realizar, maior será seu custo.

Para garantir uma redução nos custos e aumentar a lucratividade dos trades é necessário que se faça um controle das operações. Monitorar o tamanho dos lotes e quantidade de operações diárias é uma das formas de manter esse controle.

Na hora que for montar sua estação de trading, não se esqueça do ditado popular “o barato sai caro”. Economizar de um lado pode lhe trazer problemas do outro lado, então fique atento. As vezes é necessário investir em um bom hardware, uma boa conexão e uma boa plataforma como o Profit, para evitar dores de cabeça durante as operações. 

Gostou do artigo? Deixe um comentário. Que tal saber mais sobre day trade? veja como é a rotina de um desses investidores.

Produtor de Conteúdo, Trader, Graduado em Comércio Exterior (Feevale) e apaixonado pelo Mercado Financeiro. Tem como objetivo contribuir no desenvolvimento dos traders e investidores, colaborando na construção do futuro do Mercado Financeiro.
  1. Por que a Nelogica não inclui esses custos na plataforma, uma vez que já sabe os ativos e quantidades operados, bem como a corretora?

    1. Olá Darlan,
      Pois os custos de emolumentos podem variar de trader para trader com base no volume operacional e o Profit só terá as informações das ordens enviadas pela própria plataforma.

      1. Se eu fizer 10 operações day treder, e tiver um lucro 1000,00 , qual o total de minha despesa.

        1. Olá Salvador,
          O custo operacional será por contratos executados e não por quantidade de operações.

  2. Estou estudando day Trade através da internet e quero começar a operar em dezembro.
    Gostei muito da matéria pois não vi esse conteúdo em nenhum site de corretora.
    Gostaria de ler tudo relacionado a day Trade e bmf mini índice e Mini dólar.

  3. Tenho estudado bastante sobre mercado financeiro, principalmente day trader, mas continuo com dúvida sobre a questão do imposto de renda, é muito complicado!

    1. Olá Paulo,
      O IR sobre operações Day Trade é obrigatório.
      Você deve pagar 20% sobre o valor dos seus lucros. Ou seja, as operações que deram prejuízo você não paga e também poderá abater em sua declaração.
      O ideal é que tenha em seu controle o valor liquido de cada dia de operação, assim vai facilitar na hora que estiver preenchendo a sua declaração anual.

  4. fiquei com duvida inda sobre taxa de registro BM&F e taxas de emonumento…poderia fazer um breve resumo pfv?

    1. Olá Rafael,
      Basicamente são taxas cobradas pela B3 para cada negociação realizada nos contratos futuros.

  5. Antes de tudo, Parabéns Layonel pelo conteúdo!
    Gostaria de saber se os 20% de IR se aplicam para pessoas jurídicas que operam através do Day-Trade.

  6. Como sempre, conteúdo de primeira da Nelogica. Gostaria de saber se existe uma média percentual dos custos diretos de operações day trade com mini dolar/indice? 20% de IR já é certo. Qto poderia acrescentar para as demais? Obrigado!

    1. Olá Jaime,
      Tirando o IR o restante das taxas podem variar, como por exemplo a taxa de emolumentos irá variar dependendo do volume operacional. Resumidamente, quanto maior for o volume operado maior o “desconto”. Uma dica é sempre analisar a sua nota de corretagem para verificar os custos.

  7. Boa noite caríssimo Layonel Pinheiro:
    Abri uma conta na Clear Corretora. Estou estudando (fazendo cursos no Portal do Trader). O Túlio elogiou o ProfitChart.
    Minha dúvida é a seguinte: Tenho que instalar o ProfitChart pela Clear? Qual é o custo para mim da instalação e uso do ProfitChart para DayTrade?
    Você poderia enviar também a resposta para o meu e-mail.
    Posso ligar na Neologica para tirar mais algumas dúvidas?
    Att;
    Votos de paz e fique bem!
    Josemar.

  8. Boa Noite Layonel!Estou operando Swing Trade pela clear corretora, porem estou com uma duvida relacionada ao Day Trade. Se eu faço uma movimentação de 1k em compras e vendas de uma ação, qual taxa é cobrada em cima dessa operação? Lembrando que a clear é corretagem zero!
    Grade abraço!

  9. Boa noite, tudo bem?

    seguindo o exemplo do inicio da matéria, se eu fizer varias negociações ao longo do dia, sendo algumas positivas e outras negativas, essas são taxadas?

    ex. uma operação gerou R$50,00 em outra perdi R$10,00 e ao final do dia fiquei com R$40,00. Na operação que gerou resultado negativo perco apenas os R$10,00 ou mais alguma taxa é cobrada?

    obrigado e parabéns pelas respostas e atenção.

    1. Olá Andre,
      Para cada operação realizada será cobrado as taxas que mencionamos ao longo do artigo. Para saber os detalhes você precisa consultar a sua nota de corretagem que é disponibilizada pela corretora normalmente em até 2 dias úteis após suas operações. Para o mercado BM&F, fica um pouco mais de 30 centavos por operação com 1 contrato.

  10. Bom dia Layonel,
    No caso dos custo da plataforma, eu posso declarar na darf ? (somando ao meu prejuízo ou deduzindo do meu lucro ?)

    1. Olá Wallace,
      Custos da plataforma, não é possível declarar como custo de operação para abatimento do imposto.

  11. Bom Dia,
    Posso declarar as taxas de registro, emolumentos e corretagem no prejuizo ou lucro do day trade ?
    obrigado

  12. Olá Layonel! parabéns pelo conteúdo muito bom esclarece muitas duvidas porém ainda tenho uma vamos lá
    eu tenho que pagar 1% do valor liquido das operações do dia + 20% no mês isso eu entendi mais, me corrija se eu estiver errado.
    EX: eu opero 20 dias então são 1% todos os dias de operação que è igual a 20% dai + 20% do mês que será o total de 40% seria isso, não que eu vá pagar esse montante de 40% mês sabendo que 1% é do dia liquido mais eu entendo que juntando os 2 são um total de 40%.obrigado desde já

    1. Olá Marcelo,
      Você não soma as porcentagens, ela sempre será encima do lucro liquido obtido no mês.
      Por exemplo, ao final do mês você obteve lucro de R$ 1000,00 liquido, então você irá emitir a Darf e pagar mais os 19% restante.

  13. ola, referente a duvida:

    entendi que precisa ajustar 2 tabelas
    SWING TRADE 15% ate 20 mil lucro liquido no mes
    e
    DAY TRADE 20% sobre o total de lucro liquido no mes

    entao devo gerar minha DARF?
    para isso independe se em uma tivo estou ganhando e outro perdendo?
    e os ganhos do daytrade posso recompor caixa perdido no swing?

    1. Olá Mateus,
      Você deve separar as modalidades de operação.
      Lembre-se que o imposto pago em Darf é sempre sobre os seus lucros em cada modalidade de operação.

  14. Bom dia. gostei das explicações.
    Por gentileza,gostaria tirando uma pequena duvidas.Eu não posso comprar quando (lucro/prejuizo) não posso usar(positivo) para comprar?

    Em quando ficar(positivo/ao final do mês) preciso, pagar imposto é isso? ou só quando estiver lucro/comprar ou venda?
    Na humildade aguardo resposta?

    1. Olá Levi,
      Sim, você pode usar o Lucro obtido, porém é importante que você entre em contato com a sua corretora e verifique sobre a politica de margens e alavancagem que ela utiliza.
      Sobre o IR. quando ficar positivo, você terá até ultimo dia útil do mês seguinte para pagar os impostos ref. ao lucro obtido, conforme consta no artigo.
      Grande abraço!

  15. Boa tarde equipe. Tenho uma dúvida referente a plataforma proft pro. Eu opero mini dolar, e notei que existe uma opção para adicionar os custos operacionais, porém quando eu seleciono o ativo dolar ele não puxa os valores correspondentes. Vocês podem me ajudar a preencher os campos? Outra coisa, eu sou cobrado por ordens enviadas não executadas e depois canceladas (ex: deixei uma ordem apregoada no livro de oferta, após alguns minutos eu cancelei), eu pago algo por isso?

    1. Olá Eder,
      Para saber o seu custo médio verifique suas notas de corretagem junto a corretora.
      Ordens não executadas não são cobradas.

  16. @Layonel Pinheiro muito obrigado pelos diversos esclarecimentos. Estou com uma dúvida que não encontro a resposta em local nenhum. Se houve custo por zeragem em alguma operação do mês, eu posso incluí-lo como custo operacional para calculo de IR?

    1. Bom dia, Haroldo! Uma vez que o cálculo é realizado em cima do lucro recebido, o custo da zeragem pode sim ser descontado. Espero ter ajudado!

  17. Muito boa explicação sobre os traiders.
    Hj eu acabei me posicionando errado numa operação na qual inverti a compra pela venda.
    Fiz muito traiders após , mas o mercado não me propôs a reversão de prejuízo.
    Amanhã farei certo e rentável.

    Grande suporte da equipe!
    Parabéns!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
21 + 25 =