View Blog 031
View Blog 031

Como utilizar as Bandas de Bollinger?

As Bandas de Bollinger foram criadas na década de 1980 por John Bollinger. Também chamadas de Análise de Bollinger, tem o objetivo de facilitar o entendimento da volatilidade do mercado e estudar o comportamento dos investidores diante desse fator.

Muito eficiente na identificação de movimentos de compra e venda, essa ferramenta apresenta diferencial devido a sua eficiência na análise comparativa de períodos de alta volatilidade versus momentos de maior tranquilidade.

Neste artigo vamos falar sobre as Bandas de Bollinger, assim como sua importância para melhorar a atuação do trader nas operações em mercado financeiro. Continue a leitura, acompanhe o texto até o final e aprenda mais sobre essa ferramenta.

O que são as Bandas de Bollinger

Pela lógica estatística, um conjunto de dados não deve ser analisado com base apenas em uma única tendência central, pois os resultados obtidos não seriam reais. Sendo assim, esse conjunto deve ser pautado em mecanismos que qualifiquem os níveis de dispersão, correspondente justamente das mudanças ocorridas no processo.

Aplicada em uma análise técnica de um ativo, essa dispersão corresponde à volatilidade encontrada, uma vez que quanto mais ela acontecer, maior será o desvio de padrão identificado. Nesse contexto, as Bandas de Bollinger podem ser usadas para mensurar os níveis oferecendo uma relação direta com essa questão.

Basicamente, a composição das Bandas de Bollinger consiste em uma banda central (média móvel de 20 períodos) e por duas outras bandas paralelas (inferior e superior). O cálculo das linhas do envelope em torno da média móvel é feito com base no desvio padrão encontrado, o que ajuda a identificar o nível de volatilidade e estabelecer um nível de dispersão.

As bandas podem ser ajustadas conforme a função usada na média móvel e de acordo com as necessidades do investidor. Existem diferentes formas de interpretar as Bandas de Bollinger que podem estar relacionadas a fatores como: estreitamento da volatilidade, alcance e vulnerabilidade, entre outros.

Como utilizar as Bandas de Bollinger de maneira eficiente

Interprete a ferramenta corretamente

As bandas são capazes de apontar, com antecedência, tendências e mostrar oportunidades  que se aproximam ao trader, por isso, para serem utilizadas de maneira correta, é preciso que o investidor desenvolva a capacidade de interpretação dos dados obtidos.

Use o cruzamento de preço com as bandas

As bandas podem ser usadas por serem bons alvos de preços, uma vez que apontam que quando um movimento se inicia em uma banda, tende a percorrer o caminho completo até a outra. Ainda são úteis para a identificação de mudanças de tendências e vulnerabilidades.

Combine outros indicadores com as Bandas de Bollinger

Os direcionamentos apontados pelo trader podem ser cruzados com outros indicadores que, juntos, podem apontar diagnósticos eficientes, assim como buscar pontos de divergências e avaliar a sobrevenda/sobrecompra (ferramenta oscilador IFR).

Também é importante ressaltar as ricas informações fornecidas pelas ferramentas baseadas em volume.

Neste artigo falamos sobre as Bandas de Bollinger e sua importância no cotidiano de um trader em busca de sucesso. Com conhecimento e disciplina é possível utilizar essa interessante ferramenta para melhorar as análises e otimizar os retornos obtidos.

Gostou do artigo e quer saber mais sobre as Bandas de Bollinger? Então deixe seu comentário no post com sugestões ou dúvidas! Será um prazer atender a sua opinião.