Entenda o Índice Dow Jones DJI
Entenda o Índice Dow Jones DJI

Entenda o Índice Dow Jones (DJI)!

O índice industrial Dow Jones é uma média ponderada em preço de 30 ações de primeira linha, geralmente os principais líderes em seus setores. Ele tem sido um indicador do mercado de ações desde o século retrasado e é um dos principais benchmarks de investimentos no mundo.

Nos últimos 50 anos o indicador apresentou uma alta de quase 4500% e consolidou no mundo o investimento em ações como alternativa de rentabilidade ao longo do tempo. Por mais que seu pico de negociação diária tenha sido alcançado no final da década passada, o índice ainda negocia cerca de USD 6 bi diariamente.

Siga lendo esse artigo para entender os detalhes desse importante índice de mercado!

Composição do Dow Jones

Apesar de o Dow Jones ser conhecido como o índice industrial, na verdade a composição setorial das 30 empresas que o compõe é bastante diversificada. O maior peso setorial, hoje, é de empresas ligadas a tecnologia. Banco e saúde também são setores importantes dentro do índice. A tabela abaixo mostra os pesos setoriais das empresas que compõe o Dow Jones.

 

Tabela DJI
Tabela DJI

Porém, é importante saber que esta composição varia bastante ao longo do tempo e em geral acompanha o momento da economia. No início de sua criação, as empresas que mais representavam a economia norte americana eram as empresas ligadas ao setor industrial. Hoje o setor de tecnologia é o motor do setor de serviços norte-americano. Mesmo assim, o índice mantém uma proporção bem alta das empresas ligadas ao setor industrial, corroborando a manutenção do nome industrial.

Evolução do Dow Jones

O Dow Jones é um dos mais antigos índices de bolsas de valores do mundo e possui algumas características interessantes. Durante os primeiros 30 anos de sua existência, o Dow Jones teve entre 12 e 20 empresas. Após a I Guerra Mundial, com o boom na Bolsa, o Dow Jones inseriu 30 empresas no Índice. Muitos consideram que foi somente aí que o Dow Jones se tornou o índice como é conhecido hoje.

Durante a Grande Depressão (1929 a 1937) o Dow Jones perdeu cerca de 90% de seu valor. Após a Segunda Guerra Mundial a economia norte-americana entrou em grande expansão, mas o Dow Jones somente atingiu 1000 pontos em 1972.

Após 27 anos, atingiu 10.000 pontos (em cerca de uma geração, multiplicou seu tamanho por 100, nada mal). Em 19 de outubro de 1987 o Dow Jones apresentou a sua maior queda diária, -22%, dia conhecido como a Black Monday. A razão principal foram conflitos geopolíticos no Oriente Médio, mas a especulação foi forte naquele dia.

O gráfico abaixo, mostra a evolução, em postos, do Dow Jones. Nota-se que ele está em seu momento mais alto.

DJI - Gráfico
DJI – Gráfico

Instrumentos do Dow Jones

Apesar de o Dow Jones ter um volume baixo hoje em dia comparado com todo o mercado acionário norte-americano, existem uma gama de instrumentos que de certa forma derivam do Dow Jones.

Os instrumentos derivativos do tanto do índice cheio, quanto do mini índice possuem elevada liquidez e são instrumentos utilizados por vários atores no mercado financeiro. Desde traders e especuladores até gestores de hedge funds utilizam esses instrumentos.

Além disso, o mercado de opções de Índice Dow Jones é muito líquido. Vale lembrar que durante o período das últimas eleições presidenciais norte-americanas o mercado de opções apresentou forte liquidez de venda do índice. A aposta era que o presidente Trump iria causar um impacto negativo enorme no mercado caso assumisse o governo norte-americano. Nesse caso, as opções viraram pó.

Uma das características dos instrumentos derivativos para o Dow Jones é que há vários contratos ao longo do tempo para o índice. Ou seja, há uma curva de futuros para o índice Dow Jones. Isso decorre desses contratos possuírem uma liquidez muito forte e o índice ser negociado há mais de 100 anos, 

Não só os instrumentos derivativos são baseados no índice Dow Jones, mas também há uma enormidade de ETFs. Também, notas estruturadas e outros produtos estruturados que usam o índice como alguma base ou até mesmo ativo dentro da estruturação.

Além disso, existem os instrumentos de volatilidade. Nestes instrumentos você não está vendendo ou comprando o índice, mas sim sua volatilidade. Cada instrumento tem sua maneira de medir a volatilidade, mas o Dow Jones é um dos principais ativos para esta medição.

O que esperar desse índice?

A economia norte-americana não só é a maior do mundo, mas seu mercado financeiro é muitas vezes maior do que os outros mercados. Ou seja, entender a economia norte-americana e seus instrumentos financeiros é dominar os principais produtos financeiros mundiais.

O índice Dow Jones é referência em instrumento benchmark para bolsa de valores. Ele não só carrega um histórico enorme da evolução do mercado acionário norte-americano e mundial, como se apresenta como um produto financeiro com múltiplos derivativos. 

Para conhecer mais a respeito desse importante índice e utilizá-lo em sua plataforma, faça a contratação do sinal Dow Jones diretamente pelo site da Nelogica!