Fabrício Stagliano
Fabrício Stagliano

Ex-lavador de carros vira trader de sucesso: Veja a história de Fabrício Stagliano

Certamente você já ouviu, em algum momento da sua vida, que não é possível ganhar na Bolsa de Valores. Na prática, sabemos que o mercado pode transformar algo improvável em realidade. Consegue gerar histórias de gente que venceu de verdade. A trajetória de Fabrício Stagliano é uma prova disso. O início de tudo? Em 2005.

Como quase todo trader, Fabrício quebrou a conta. Para se manter, teve que se envolver em muitas atividades, inclusive de lavador de carros. Apesar de ter perdido no mercado, não desistiu: soube dar a volta por cima e hoje é uma referência para traders iniciantes. Ficou interessado em como foi que ocorreu essa história? Então, siga lendo sobre a jornada desse grande parceiro Nelogica!

O começo da vida no trading

Fabrício Stagliano iniciou no mercado em 2005. Como veio da área de TI, estava a busca de emprego e encontrou uma vaga de suporte técnico para mesa de operações. Devido a isso, pôde iniciar com o pé direito. “Visitei muitos bancos nessa época. Conheci mesas operacionais de instituições importantes. No início, via todas aquelas telas e profissionais e ficava sem entender nada. Mas me encantei. Queria fazer aquilo.” comenta.

Após conversar com gente que trabalhava naquele mercado, viu que não seria tão simples entrar no meio. Era restrito, necessitava de certificações para estar naquele ambiente corporativo. Foi atrás e buscou o que necessitava, até o momento que recebeu a primeira proposta, para trabalhar numa corretora de investimentos.

O primeiro sonho havia sido realizado. Apesar disso, logo vieram as dificuldades. “Eu não tinha conhecimento na época. Hoje tem muito curso na internet. Naquela época se aprendia na prática mesmo, não havia quem ensinasse. No meu caso, aprendi quebrando a conta. Tentativas, erros e acertos”, comenta.

Enfrentando a primeira perda

Um grande trader sempre teve uma grande perda. Uma delas, foi maior que o esperado. “Em 2008, quando o mercado virou, foi minha grande quebra. Operava-se muito opções nessa época. Ninguém tinha muita noção do que viria a acontecer. Eu nem controlava direito meus stops, porque antes disso o mercado só subia. Quando caiu, foi complicado. E em opções, você sabe que a volatilidade é grande. Perdi tudo”, fala.

Foi a partir desse difícil momento em que Fabrício sai do mercado e começa a buscar coisas para fazer. Até porque, as contas não paravam de chegar. Sem dinheiro e sem perspectiva, o que vinha era lucro. “Sempre tive ajuda da minha família. Mas não podia depender disso. Fui atrás do que fazer. Encontrei um amigo que tinha uma lavagem de carros. Pedi emprego. Era a maneira que eu tinha para me reeguer”, enfatiza.

O começo da mudança na vida de Fabrício

O tempo fora do mercado fez bem, porque possibilitou que as coisas se ajustassem novamente. Obviamente, sem luxos. Nesses anos fora, o nosso aspirante a Trader de Alta Performance conseguiu juntar um dinheiro. Mesmo longe, sempre que podia estava de olho no mercado. “Meu foco era o mercado. Eu sabia que precisava voltar. Era o que eu queria de verdade.”, fala.

Quando podia estudava o mundo da Bolsa, buscando rever suas antigas operações e corrigi-las. O que havia feito de errado? Seria a técnica? A metodologia? O gerenciamento? Colocando na ponta do lápis todos os pontos, começou a ver os motivos que o fizeram ser expulso, momentaneamente, do mercado.

A parte psicológica e de gestão de risco é com certeza um dos pontos mais centrais da vida do trader. Sem esses pontos, é difícil se desenvolver. Fabrício conseguiu perceber as suas falhas. “Eu não tinha um conhecimento consolidado. Somado a isso, gerenciamento não existia. Não estava preparado para perder. Identifiquei tudo isso e foi mais fácil corrigir os erros. Mas ainda me faltava alguma coisa”, comenta.

Pensar “fora da caixa”: a solução de Fabrício

Uma das questões que ele rapidamente visualizou foi que estava muito preso a padrões. Ou seja, os paradigmas do mercado não o deixavam evoluir. Assim, precisava de criatividade para poder se desenvolver. Não adiantava ficar preso a regras sem entender o que poderia realmente usar e o que não fazia sentido.

Agora, já estamos no ano de 2012. Os minicontratos são moda para traders. Fabrício viu uma oportunidade com esses ativos e começou a testar técnicas diferentes. “Começou a dar certo para mim quando fiz coisas que aprendi sozinho. Peguei algumas técnicas e comecei a testar, A única regra é ganhar dinheiro! Então precisei pensar fora do caixa, sair do padrão”, explica.

Unindo as principais técnicas

Uma coisa que Fabrício começou a fazer foi usar técnicas em conjunto. “Por que nao casar técnicas, por exemplo? Porque não usar o fundamento junto com a Análise Gráfica ou a Análise Gráfica com o Tape Reading? Precisei pensar menos em regras e mais em por que fazer o que estava fazendo”, comenta Fabrício.

Foi aí que surgiu a metodologia BullBear, que usa até hoje. A metodologia BullBear foi desenvolvida para buscar um ponto em especial: a assertividade operacional. “Consegui nesse momento desenvolver um método que me levou para outro patamar. Com a técnica que batizei de BullBear, busco poucas operações no dia. Giro menos, me exponho menos. Isso me dá tranquilidade para operar”, fala.

O BullBear, segundo Fabrício, possibilita tanto operações mais curtas quanto operações mais longas, atuando quando o mercado está desenhado para compra ou venda. Usa  gráfico um pouco de fluxo, especialmente posição das corretoras e o Volume at Price . Também, utiliza a correlações entre ativos, como DI x dólar e blue chips x índice. É usada tanto para índice quanto para dólar.

A virada de chave e a consistência

Quando os ganhos superaram as perdas, iniciou-se o processo de consistência para Fabrício. Mas ele ressalta um ponto importante: “Sempre estou me reciclando. O mercado muda e devemos estar preparados para isso. Precisamos ver o que está dando certo. Essa é a vida do trader.

Para Fabrício, a gestão de risco deve ser continuamente revista pelo trader, a fim de aprimorar as operações: “O trader precisa saber o quanto pode perder. Especialmente, saber percentualmente o quanto pode perder. Em um capital de R$ 10.000,00, perder 50% é ficar com um capital de R$ 5.000,00. Para chegar ao capital anterior, ele precisa ter um lucro de 100%! Às vezes, trader não se dá conta do impacto das perdas.” comenta.

Gerenciando as perdas e aumentando os ganhos, o trader tem a confiança para seguir operando bem. Segundo Fabrício, o trader iniciante é afobado para operar, então tentar perder o mínimo possível é importante. A afobação por resultados faz o trader arriscar mais do que deve. É necessário treinar o controle emocional.

Vida atual: Trader e professor

Hoje, Fabrício Stagliano é analista de investimentos da corretora Modal Mais. Ensinando diariamente na sua sala ao vivo, Fabrício se tornou mentor de milhares de traders. “Você ter alguém que pegue pela sua mão ajuda muito. Ou seja, ter um mentor que te mostre a realidade sem setups milagrosos. Quis passar a minha experiência aos iniciantes”, explica.

Perguntado sobre a vida no mercado financeiro, Fabrício é enfático: não largaria de jeito nenhum. “Depois que eu comecei, nunca saí. Tive que encontrar outras atividades, mas sempre com a cabeça no mercado. É a minha vida. Em algum momento posso mudar de função dentro do mercado, mas sem deixá-lo.”.

Ele fala isso pois uma de suas ideias é sempre trazer alternativas ao trader além do day-trade. Conforme ocorre a evolução, é possível ir para operações swing-trade, buscar bons IPO”s, operações long-short, ou seja, diversificar o operacional. “O mercado é amplo, então sempre há boas opções para os interessados”, afirma. 

Por fim, deixa uma contribuição para quem deseja seguir na carreira de trader:: “Seja você mesmo, mas não seja sempre o mesmo. Saiba se adaptar, veja outros operacionais se for o caso. A minha história no mercado é essa.”. Esse é o recado do nosso Trader de Alta Performance para você, trader!

Nesse artigo, tratamos da trajetória de Fabrício Stagliano, parceiro Nelogica e trader referência para operadores de todo Brasil. Para acompanhá-lo, siga o instagram dele

Quer acompanhar essas e outras histórias de sucesso? Então veja o Trader de Alta Performance. Nessa série, mostramos a história de Fabrício e de outros traders que venceram no mercado!