Imposto de Renda 2022: o guia completo para traders e investidores!

Você também pode realizar sua declaração com muito mais praticidade e conforto na plataforma digital da Akeloo

Última atualização:

A temporada de declaração do Imposto de Renda de 2022 já começou e você tem até 31 de maio para prestar contas ao Leão da Receita Federal! Neste período, é muito comum traders e investidores se encherem de dúvidas na hora de realizar a prestação de contas ou até mesmo já se organizarem para o exercício do próximo ano. 

Como os lucros com ações geram tributos mensais, a organização de todas suas movimentações é extremamente necessária e vai ser uma mão na roda quando você realizar de fato sua declaração!

Neste artigo vamos te mostrar como realizar a declaração do Imposto de Renda de todas as classes de investimentos tributáveis e não tributáveis, a partir das novas regras que começaram a valer em 2022.

Mas antes, temos uma dica valiosíssima para você! Se depois de ler este conteúdo você ainda tiver dificuldades em saber quanto deve para o Leão – fique tranquilo, realmente não é tão fácil – você pode automatizar o cálculo e declaração de IR através da Akeloo, a mais nova empresa parceira do time Nelogica!

A Akeloo é especializada em atender operadores da Bolsa de Valores e também do mundo cripto, com serviços que facilitam a vida do investidor e do trader e evitam a malha fina!

Sem mais delongas, vamos ao nosso guia!

Neste conteúdo você vai ver:

 

Aprenda a declarar seus investimentos no Imposto de Renda?

Antes de tudo, e isso vale para todas outras formas de declaração, você se cadastrar (caso ainda não seja) no site da Receita Federal. Para as declarações mensais de movimentação de ações é preciso baixar o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF), também no portal do órgão. 

Mas lembre-se de realizar o download do exercício de 2021, já que são as movimentações do ano passado que serão tributadas.

Com seus documentos em mãos, como os de identificação e notas fiscais, o processo começa! 

No  caso dos investimentos, você precisa declarar a posição existente em ativos e demais investimentos no 31 de dezembro do ano anterior ao da declaração (ou seja, 2021). A partir daí, a declaração de investimentos do IR varia de acordo com os ativos e rendimento obtido.

Esse tipo de declaração é dividida em 4 categorias: Declaração de Bens e Diretos de ações, Declaração de Bens e Direitos de cotas FIIs, Declaração de Rendimentos de ações e FIIs e Declaração de Ganho de Capital com venda de ações.

 

Como fazer a declaração de ações?

Basicamente, você precisa declarar a sua carteira de ativos no último dia de 2021 e também sua carteira no ano anterior (31/12/20) – caso tenha adquirido os ativos em 2021, o saldo em 31/12/20 deve permanecer zerado.

O cálculo da Receita para a tributação das ações considera o número de papéis no último dia de 2021 vezes seu preço médio de aquisição, independentemente de a compra ter acontecido em anos anteriores.

Quem tiver comprado mais ações no ano passado, irá somar o valor desembolsado pelos papéis ao montante anteriormente declarado.

Mas fique tranquilo, vamos te mostrar como se faz isso daqui a pouco.

 

  1. Na ficha “Bens e Direitos”, clique no botão “Novo” para incluir uma nova posição ou “Editar” para modificar uma posição já lançada.

 

  1. No item “Grupo”, selecione a opção “03 – Participações Societárias”, cód. “01 – Ações (inclusive as listadas em bolsa)

 

  1. Espefique a quantidade de ações junto com o nome da empresa, ticker e CNPJ da mesma no item “Discriminação”.

 

  1. O item “Situação em 31/12/2020” só deve ser preenchido se os ativos forem adquiridos em 2020, se não pode mantê-lo zerado.

 

Reportando lucros com ações

A declaração dos lucros obtidos e dos tributos pagos através da compra e venda de ações pode ser um processo simples se você já tiver se organizado antes. Isso porque, a tributação sobre rendimentos a partir de R$ 20 mil deve ser feita mensalmente, assim como sua apuração, o que é de responsabilidade do contribuinte.

O conselho é manter uma planilha sempre atualizada, durante todo o ano, com todas as movimentações de sua carteira. Sim, todas! Separe que o que é renda fixa e renda variável, bem como os tipos de operação (compra e venda de ações, dividendos, juros sobre capital próprio ou day-trade).

As vendas de ações têm IR retido na fonte à alíquota de 0,005% para operações comuns e 1% para day trade.

Para movimentações até R$ 20 mil no mês, você deve fazer o seguinte:

Declarar seu ganho como “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, na opção 5: “Ganho de capital na alienação de bem, direito ou conjunto de bens ou direitos da mesma natureza, alienados em um mesmo mês, de valor total de alienação até R$20.000,00, para ações alienadas no mercado de balcão, e R$35.000,00, nos demais casos”.

Para movimentações superiores a R$ 20 mil no mês, você deve fazer o seguinte:

Neste caso, há duas formas de declaração: Operações Comuns e Operações de Day-Trade. Cada um desses demonstrativos tem 12 páginas – uma para cada mês do ano. Se seus ganhos em um mês foram passíveis de cobrança, o programa vai multiplicar a base de cálculo pela alíquota e informar o valor do imposto devido. Após isso, você informa no site da Receita o IR pago mensalmente via DARF.

Se em algum mês seu lucro for abaixo de R$ 20 mil, você informa seus ganhos como “prejuízo” e o sistema transporta para o próximo mês.

 

Day-Trade

Diferente da compra e venda de ações, que conta com um valor mínimo para ser tributado, todas as operações do tipo day-trade devem ser declaradas. Vale lembrar que a alíquota é de 20%; além disso, você deve calcular o IR e fazer o pagamento através do DARF até o último dia útil do mês.

Caso não tenha feito o pagamento dos impostos devidos, será cobrada uma multa com juros de 0,33% ao dia sobre o imposto devido (limitado a 20% do total).

Da mesma forma, o valor sofrerá correção pela taxa Selic durante o período de inadimplência. Uma informação interessante é que, se você tiver prejuízo em algum mês, o imposto não precisa ser pago, e o prejuízo pode ser abatido do lucro dos meses posteriores.

Recomendamos fortemente o arquivamento das notas de corretagem em conjunto com a criação de uma planilha com atualizações constantes para calcular o valor correto da DARF.

 

Dividendos e Juros sobre Capital Próprio

Como já falamos anteriormente, independente se os rendimentos são isentos de tributação ou não, todos devem ser declarados. Dito isso, os dividendos recebidos a partir de ações, são isentos de Imposto de Renda. Já os Juros Sobre Capital Próprio são tributados na fonte à alíquota de 15%. Ou seja, se este for o seu caso, o valor da tributação já liquidado antes de chegar até você.

As informações sobre dividendos e juros sobre capital próprio são de competência das empresas as quais você detêm ativos, e elas devem enviar os respectivos informes de rendimentos via correios. Caso você não tenha recebido, informe-se com a sua empresa. 

Mesmo assim, em ambos os casos, tanto para dividendos quanto para JPC, é necessária a declaração. 

 

  • Os dividendos devem ser preenchidos como “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, na opção “Lucros e Dividendos”

 

  • Já os JCP, como já foram debitados devem ser declarados como Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva.

 

Como declarar seus rendimentos em Fundos de Investimento Imobiliários (FIIs)?

A declaração de suas cotas em Fundos Investimento Imobiliários (FIIs) é bem similar à declaração de ações na Receita, já que o investidor precisa demonstrar o número de cotas FII no último dia de 2021. Isso é feito na mesma seção onde foi declarado o número de ações. 

A única diferença frente às ações é que as cotas e os eventuais rendimentos do investidor com o Fundo não são tributáveis. Mas precisam ser declarados. 

Para a declaração, você deve acessar a ficha “Bens e Direitos”, clicar no botão “Novo” para incluir uma nova posição ou “Editar” para modificar uma posição já lançada. Depois selecione o grupo “07 – Fundos”, cód. “03 – Fundos de Investimento Imobiliário (FII)” e discrimine como foi mostrado na declaração de ações.

 

Como declarar ganhos com criptomoedas?

O Imposto de Renda de 2022 trouxe algumas inovações no processo de declaração, sendo a entrada de categorias específicas para criptomoedas e ativos digitais uma das mais relevantes mudanças para este ano. Por isso, se você opera no mundo cripto já fica ligado que talvez precise declarar contas ao Leão. 

Quem tem mais de R$ 5 mil em ativos digitais vai precisar declará-los à Receita Federal. Para valores menores a declaração é opcional. 

A prestação deve ser feita na ficha “Bens e Direitos” da Receita Federal, acessando o grupo 8, referente aos criptoativos. 

A tributação de vendas de criptoativos só acontece quando o valor total das moedas negociadas no mês ultrapassa R$ 35 mil. Nesses casos, o contribuinte deve declarar a operação no IR 2022 na ficha de Ganhos de Capital.

Referente a alíquota do imposto cobrado para lucros com criptoativos, a menor delas é de 15%, destinada a ganhos de capitais de até R$ 5 milhões. Para ganhos entre R$ 5 e R$ 10 milhões a alíquota é de 17,5%, enquanto para ganhos entre R$ 10 e R$ 30 milhões a porcentagem sobe para a 20%. A partir de R$ 30 milhões a alíquota fica estabelecida em 22%.

 

Conheça a Akeloo!

Sim, existe uma saída bem mais fácil para prestar contas com o Leão da Receita sem ter medo de cair na malha fina ou passar horas a fio em ritos burocráticos para finalmente declarar seu IR. 

Isso porque a Akeloo foi pensada para facilitar a vida dos operadores do mercado financeiro e cripto em suas prestações de conta! 

Com a Akeloo,  a nova empresa parceira da Nelogica, você calcula seus impostos já com o desconto correto das taxas, corretagens, isenções e prejuízos anteriores, além de automatizar boa parte do processo. Você também tem acesso a relatórios completos sobre todas suas movimentações e como elas são tributadas.

Para os assinantes do Profit, também foi desenvolvido um módulo opcional onde você tem a Calculadora de Imposto de Renda integrada da Akeloo unida ao Profit para fazer a sua declaração de um jeito muito mais prático e eficiente!

Você também contratar os serviços da Akeloo separadamente com um preço especial para esquecer de vez a dor de cabeça que pode ser declarar seu Imposto de Renda!

 

Conclusão

E aí, já está pronto para domar o Leão e driblar a malha fina em 2022? Para isso, é preciso estar sempre atento e atualizado às novas regras, características que também são fundamentais no mercado financeiro.

Para ter acesso a mais conteúdos como este, acesse o Blog da Nelogica e fique por dentro de tudo que impacta seus investimentos e trades na bolsa.  

E se você quer operar na plataforma mais completa do mercado, não perca tempo e faça um teste grátis do Profit!

    1. Boa tarde, Sérgio, em que sentido tu falas? Sente falta de alguma informação? Nos conta para podermos corrigir. Obrigado!

  1. Ótimo conteúdo, será que para commodites agrícolas a logica é a mesma, no caso quem faz swing trade.

    1. Boa tarde, André. O valor devido para declaração em commodities, sendo um contrato futuro, deve ser apurada ao longo da vigência do contrato (e não mensalmente). O pagamento vai se dar sobre a soma das variações positivas dos ajustes diários, do dia da compra até a venda. O pagamento do imposto de renda deve ser realizado até o último dia útil do mês seguinte ao mês de levantamento das perdas e ganhos. Existe um campo específico para contratos futuros (commodities, moedas e ouro). Espero ter respondido!

O seu endereço de e-mail não será publicado.