View Blog 019
View Blog 019

Indicadores técnicos: saiba tudo para fazer análises avançadas

O bom desempenho de um trader na Bolsa de Valores depende de sua capacidade de estudo do mercado e das variáveis que o impactam. As análises avançadas estão diretamente atreladas aos indicadores técnicos, que facilitam a avaliação devido ao uso de gráficos.

Existem diversos índices altamente importantes para os investidores que realizam operações de curto e curtíssimo prazos. No entanto, o trader nem sempre sabe como utilizá-los e qual sua importância nesse contexto.

Para ajudá-lo a compreender melhor o assunto, neste post vamos explicar o que são esses indicadores, sua relevância, quais são os principais, quando utilizá-los e como montar uma estratégia. Acompanhe o texto e esclareça suas dúvidas.

O que são indicadores técnicos?

Seu conceito simplificado é o de uma representação gráfica de uma fórmula empregada nos preços. Por sua fácil visualização, esses índices são um modo eficiente de observar o mercado e evitar interpretações dúbias.

Essa vantagem é conquistada porque os indicadores consistem em setups (ou fórmulas) matemáticos embasados em fatores gráficos e referentes às cotações e negociações dos ativos. Com isso, o trader consegue acompanhar a situação do mercado de diferentes maneiras.

Ele pode, por exemplo, identificar se o preço do ativo está elevado ou reduzido, se há volume nas negociações, se o valor está próximo ou longe das médias, entre outras métricas que trazem precisão às atividades operacionais. Tudo isso por meio do chart trading.

Qual sua importância?

Esses indicadores apontam como o mercado está para as operações de swing trade e day trade. Nesse cenário, o operador detecta os ativos que saem do preço médio, sobre comprados e próximos de seu desvio-padrão de alta. Essa identificação possibilita, por exemplo, visualizar uma queda no valor, que pode levar o trader a obter lucro.

Uma vantagem é que o gráfico apresenta padrões encontrados em determinado período de tempo, que pode ser de minutos, dias, semanas ou meses. Essa avaliação possibilita saber qual é o momento mais adequado para adquirir ou comercializar um ativo.

Em outras palavras, esses índices técnicos conseguem alertar, confirmar ou prever uma movimentação de valores. Apesar de nenhuma projeção ter 100% de garantia de que se confirmará, essa é mais uma maneira de trazer segurança para o trader que estudar, testar indicadores e acompanhar as oscilações do mercado.

Quais são as categorias de indicadores técnicos?

Esses índices são classificados em grupos, que podem se subdividir. Para facilitar a explicação, traremos os indicadores mais importantes, a seguir.

Médias móveis

A vantagem desse grupo é ser bastante simples. Por isso, é muito popular e costuma ser mais usado por iniciantes. É indicado especialmente para mercados de fortes tendências, porque os preços históricos amenizam os atuais. É utilizado para analisar a movimentação e toma como base o cálculo do preço médio de um ativo de acordo com seus períodos anteriores, por exemplo, os últimos sete dias.

Volume

Esses indicadores assinalam quando há relevância na movimentação de preços no mercado. O objetivo é avaliar a quantia de dinheiro que entra e sai, bem como a força de vendedores e compradores. Ou seja, o volume analisa o montante negociado em cada nível de preço.

Momento

Esse grupo contém indicadores que analisam a velocidade de mudança dos preços. Complementam as médias móveis e são mais adiantados, porque o sinal de compra e venda é mais rápido. Dois índices relevantes são o Momentum e o Índice de Força Relativa (IFR).

A finalidade do primeiro é apontar a velocidade com que os preços se modificam. Sua avaliação considera a diferença de preço do ativo em um período de tempo predeterminado. Portanto, é um indicador muito útil para mensurar a pressão de alta ou baixa do valor de um título.

Já o IFR tem a finalidade de identificar ativos sobre comprados e sobre vendidos, ou seja, aqueles que estão sendo muito adquiridos ou comercializados e, por isso, representam oportunidades. A vantagem dessa análise é identificar o enfraquecimento ou fortalecimento de uma tendência.

Volatilidade

Esse conjunto utiliza indicadores baseados em preços recentes. Seu benefício é estabelecer o que o trader deve esperar da oscilação do preço de um ativo. Um dos principais índices de volatilidade são as Bandas de Bollinger, que analisa se o preço do papel está perto ou longe de seu desvio-padrão. Assim, se houver proximidade, está indicada a possibilidade de uma reversão de tendência.

VWAP

O Volume Weighted Average Price, ou preço médio ponderado pelo volume, indica o preço “justo” entre compras e vendas realizadas no dia. Geralmente, é um indicador de referência para os day traders, porque assim é assegurado que a ordem é executada de modo sincronizado à quantidade de ativos disponível no mercado.

Vale a pena destacar ainda que esse algoritmo é muito utilizado por gestores institucionais, já que a visualização gráfica possibilita identificar pontos de liquidez, independentemente do título e de sua periodicidade.

Tenha em mente que os indicadores tendem a se complementar. Isso significa que eles devem ser combinados para que o trader realize uma verdadeira análise técnica do mercado.

Como montar uma estratégia?

A resposta a essa pergunta depende do trader. O ideal é que a estratégia seja otimizada a fim de usar os indicadores apropriados, como busca de tendências, reversão de mercado e pesquisas de ranges. A partir disso é preciso compreender de que maneira cada indicador auxilia, evitando o excesso e a falta de índices no gráfico.

Na prática, esse processo depende de muito estudo dos ativos e técnicas. É assim que o trader conseguirá desenvolver uma metodologia. A partir disso, ele usará os indicadores, que reduzirão a dependência dos métodos e de sua própria necessidade.

Em suma, existem dezenas de indicadores técnicos. A montagem da estratégia depende da sua visão como operador, que definirá a melhor escolha — lembre-se de que a tecnologia ajuda muito essa análise. Ter acesso a dados confiáveis e precisos é essencial para o mercado financeiro.

Nesse sentido, vale a pena adotar os produtos da Nelogica, que facilitam a visualização de gráficos por períodos e o uso de índices variados para chegar à melhor conclusão. Essa é a estratégia para alcançar o sucesso e evitar prejuízos no momento de comprar e vender os ativos.

E você, já usa essa ou outra metodologia para evitar as oscilações de preço? Saiba mais sobre o assunto lendo sobre como os indicadores econômicos influenciam a volatilidade do mercado.