Média móvel: o que é e como usar
Média móvel: o que é e como usar

Média móvel: o que é e como usar

Indicadores técnicos ajudam o trader a criar estratégias para se desenvolver no mercado, sempre buscando a excelência e a otimização das suas operações. E um dos indicadores mais consagrados do mundo trader, que possui as características que esse profissional geralmente procura, é a média móvel.

Curioso em saber tudo sobre o seu conceito, ou em como usá-la da melhor forma nos seus trades? Então confere esse artigo feito para te ajudar a buscar a excelência nas suas operações.

Quem usa esse indicador?

Resumindo um pouco o que você talvez já saiba: o trader é aquele profissional que opera ativos financeiros em busca de bons rendimentos, podendo ser no mercado à vista, ou em outros – como o mercado de opções e o mercado futuro – e que possui diferentes perfis de atuação.

Bom, um desses perfis que ele pode ter, é o de day trader. Day traders não dormem posicionados, ou seja, a permanência deles em uma posição é pequena. Isso os leva a adotarem uma forte gestão de risco.

Esse gerenciamento se relaciona ao controle do grau de exposição do próprio trader. Então trata-se de prever o pior cenário que se pode enfrentar e planejar saídas adequadas para essas situações, caso elas aconteçam. Ah, e se você está se perguntando como exatamente funciona a vida de um trader e qual sua rotina, nós temos diversos artigos que te ajudam a entender melhor, como por exemplo o Afinal, o que faz um trader?

Voltando ao assunto, pense o seguinte: um day trader entra em posições em que vai permanecer por pouco tempo, então usar análises de longo prazo, como a fundamentalista, por exemplo, não ajuda. Já análises para operações mais curtas, consideradas de curto ou médio prazo, como a técnica, a gráfica e a de fluxo, podem ser uma boa escolha para esse perfil de trader.

Agora, sabe as famosas oscilações diárias do mercado? É justamente esses momentos que eles procuram: cenários onde um preço se desloca da realidade para captar a oportunidade. Dessa maneira, a atuação desse profissional vai estar sempre ligada a alguma estratégia; que quase sempre pode ser considerada o foco central da sua atuação e é sempre bem estudada.

Boa parte dessas estratégias estão ligadas a indicadores. Eles mostram com mais clareza ao trader momentos propícios para investir, dando uma boa orientação e contribuindo para otimizar ao máximo suas operações.

A importância de um indicador

Antes de entrarmos de fato no que é a média móvel, é importante observar as características que um trader procura encontrar em um indicador, para notarmos justamente o porquê esse é tão importante.

Análise de períodos curtos

Como são operações intraday, cada minuto é importante, então o ideal são indicadores que sirvam para uma análise de um curto espaço de tempo. Pense que você vai ter que trabalhar com gráficos de pequena periodicidade, como 5, 10 e 15 minutos.

Sensibilidade e importância dos movimentos

Esse ponto já varia de acordo com sua estratégia e o tipo de ativo que você escolheu negociar. Mas, em geral, é importante ter pelo menos um indicador mais sensível aos movimentos de mercado. A média móvel curta atende bem esses casos.

Agora, além de perceber o movimento, é importante utilizar indicadores que determinem qual a relevância desse. Pense da seguinte forma, se você nota um grande movimento no mercado, não quer dizer que você precisa entrar no jogo e operar.

Vale avaliar com cuidado o cenário e porque o ativo reverteu ou acelerou sua tendência tão rapidamente. Por isso é importante ter o auxílio de um indicador técnico nessas horas, para determinar se a atividade no mercado naquele momento é de fato um boa oportunidade.

… e a importância de um segundo indicador

Outro ponto fundamental é ter um segundo parâmetro para confirmações. Nesse caso você só aceitaria os sinais que fossem confirmados por pelo menos dois dos indicadores da análise. Isso ajuda com que você consiga fazer operações mais assertivas.

Mas afinal, o que é a média móvel?

A média móvel é um importante indicador da categoria dos rastreadores de tendência. Ela mede o valor médio do preço e do volume. Sua representação gráfica geralmente é feita por meio de uma linha, que se movimenta a cada novo dado recebido para cálculo.

Para realizar o cálculo da média das cotações de um ativo é necessário definir alguns pontos importantes. Por exemplo, normalmente usam o tipo de média simples ou exponencial.

A média móvel simples é calculada como mostra a fórmula a seguir:

Já a média móvel exponencial é calculada da seguinte maneira:

Além disso o preço de fechamento é o mais usado no cálculo da média, porque representa o consenso dos investidores no final de cada período de negociação. No geral, ela é uma ferramenta bem simples, mas bastante difundida e utilizada por diferentes analistas de mercado.

Descubra porque ela é uma ferramenta tão útil

A média móvel se tornou uma ferramenta extremamente útil e versátil, por alguns motivos importantes:

Ela suaviza os movimentos do preço, ou seja, retira os ruídos, representados pelas oscilações mais fortes. Com isso o comportamento do preço de um ativo torna-se mais simples e claro de entender.

Além disso, fica fácil identificar a tendência vigente do preço. De que forma? Simples, média móvel inclinada para baixo, como mostra o primeiro círculo oval, na figura abaixo, sinaliza uma tendência de baixa do preço. Já no segundo círculo podemos notar a sinalização de uma tendência de alta.

Note também que quanto maior for o período de cálculo da média, maior será o prazo da tendência monitorada. Por exemplo, uma média móvel de 200 períodos, no gráfico diário, sinaliza uma tendência de longo prazo de uma ação.

Dessa maneira, fica fácil perceber o porquê os períodos mais usados, para quem opera day trade, são de 9, 21 e 34. O tipo de tendência que procuram monitorar é muito mais curta. Ainda, a média móvel traçada no gráfico funciona como suporte e resistência para o preço.

Entenda na prática a média móvel

A análise de suporte e resistência é uma parte importante do estudo das tendências, porque ela pode ser usada para tomar decisões de investimento e identificar a inversão de uma tendência.

Dessa maneira, o uso das médias móveis podem ajudar na identificação de uma tendência e auxiliar a definir os níveis de suporte e resistência.

Pense assim, se um investidor perceber um importante nível de resistência sendo testado várias vezes, mas nunca quebrado, ele pode decidir ter lucros, com os movimentos desse ativo em relação a este ponto, pois é pouco provável que ele irá se mover para fora deste nível.

Níveis de suporte e resistência tanto testam quanto confirmam tendências e podem ser monitorados por qualquer pessoa que use análise técnica. Enquanto o preço da ação permanece entre os níveis de suporte e resistência, a tendência provavelmente continuará.

Mas note que se uma quebra para além de um nível, isso nem sempre significa uma reversão na tendência. Por exemplo, se os preços se movem acima dos níveis de resistência, pode-se dizer, em um primeiro momento, que a tendência se acelerou, mas não necessariamente foi invertida. O que significa que a valorização do preço da ação é esperada mais rápida do que a previsão dessa tendência.

Agora, fique atento aos pontos importantes de suporte e resistência que podem afetar a maneira em que uma ação é negociada. Os traders devem ficar atentos ao mandarem uma ordem em torno desses pontos. Isso porque a área em torno deles é, normalmente, marcada por muita volatilidade.

Se você já é um trader mais consistente no mercado e se sente seguro em fazer uma operação perto de um nível de resistência ou suporte, é importante prestar atenção em uma regra simples que geralmente os traders seguem: não faça pedidos diretamente no nível de suporte ou de resistência, porque, na maior parte dos casos, o preço nunca realmente atinge o número inteiro, apenas acaba flertando com ele.

Então, se você está otimista sobre um papel que está se movendo em direção a um nível de suporte importante, não coloque a ordem exatamente no nível. Ao invés disso, coloque ela acima do nível de suporte, dentro de alguns pontos. Por outro lado, se você está colocando stop loss, configure o preço do trade igual ou inferior ao nível de suporte.

Conheça os dois principais tipos de média móvel

Média Móvel Simples é formada através do somatório de um conjunto de valores numéricos dividido pela quantidade de elementos somados. É uma fórmula simples e fácil de entender. Além disso, o nome móvel vem do fato de que assim que entra um novo preço para cálculo da média, o primeiro da série anterior é retirado da soma, fazendo com que a média se movimente ao longo do tempo.

Já a média móvel exponencial têm como característica dar um peso maior para o preço mais recente no cálculo da média. O objetivo principal dela é acompanhar com mais rapidez a movimentação do preço de um ativo.

Apesar das diferenças que podemos notar entre médias móvel e exponencial, não há como afirmar que uma é melhor que a outra. Depende, claro, das estratégias que você segue e prefere.

Além disso, mais do que definir o tipo e período da média móvel, é manter os parâmetros escolhidos por você e aprofundar cada vez mais os estudos, visando entender o comportamento do preço em relação à média.

Gostou desse artigo? Então você pode se interessar também em saber Qual a importância do volume para operações financeiras?