View Blog 024
View Blog 024

Mini Índice e Índice futuro: tudo o que você precisa saber!

Você já deve ter se deparado em algum momento com o Índice Ibovespa, Mini Índice ou Índice Futuro. O conhecido IBOV, é um bechmark do mercado de ações brasileiro. Você sabia que é possível especular sobre o valor do IBOV? Com os contratos futuros de índice, é possível especular na queda ou na alta dessa referência de mercado!

Neste artigo vamos abordar as principais características para você entender tudo sobre o Índice Futuro e o Mini Índice. Então se você quer saber o que são e como começar a operar esses ativos, acompanhe a seguir!

Mini Índice, Índice Futuro ou Ibovespa?

Primeiro, quando estamos começando na Bolsa de Valores e no trading, é normal nos depararmos com diversos termos específicos de mercado. Como isso pode gerar alguma confusão na hora de operar, você deve entender a diferença entre Mini Índice, Índice Futuro e o Ibovespa.

Começando pelo Ibovespa, que nada mais é que uma carteira teórica de ações composta pelas maiores empresas do Brasil que possuem ações listadas na Bolsa. Então o Ibovespa não chega a ser um ativo negociável.

Agora já o Índice Futuro e o Mini Índice, são contratos futuros derivativos dessa carteira teórica, ou seja, são ativos que você pode comprar e vender dentro da Bolsa de Valores e que representam em valor financeiro o Ibovespa.

Entre o Índice Futuro e o Mini Índice a diferença esta no valor financeiro que cada tipo de contrato movimenta na Bolsa de Valores. O Mini Índice é o minicontrato do Índice Futuro, ou seja uma versão “mais barata” e mais acessível do contrato futuro de Índice Futuro.

A seguir vamos explicar detalhadamente as principais características de cada um desses elementos para você entender as diferenças de cada um deles, confira:

Entenda o Ibovespa (IBOV)

O Ibovespa é o mais importante indicador de desempenho das ações negociadas na B3. É um índice que mensura uma média de performance de uma carteira teórica de ações. Ou seja: em um determinado momento, algumas ações da cesta irão cair e outras vão subir. Considerando todas essas ações, o benchmark irá subir ou cair.

Como o IBOV representa o mercado brasileiro, está intimamente ligado com a economia brasileira. Se as expectativas são boas, a tendência é que no médio/longo prazo haja subida. Se as expectativas são ruins, a tendência é de queda. 

É composto apenas por ações de empresas de alto impacto na economia, definidas pela Bolsa. Assim, cada ação tem um peso diferente dentro da cesta. O peso de cada ação é revisado trimestralmente pela B3. Ações como PETR4, VALE3, ITUB4, por exemplo, possuem forte influência sobre o índice, exatamente pela representatividade que possuem na cesta de ações.

Muitos fundos de investimentos de ações usam o Ibovespa como benchmark. Portanto, isso quer dizer que esses fundos constroem estratégias e selecionam ativos com o objetivo de rentabilizar mais que a performance do Índice Bovespa.

Só que existe um detalhe: o IBOV apenas mede essas ações. Ou seja, não é possível operar o IBOV. E se alguém quisesse especular em cima do Ibovespa? Uma primeira opção seria comprar uma determinada ação, mas apenas uma ação pode não representar toda a cesta. A melhor opção seria operar um derivativo do Ibovespa: o nome dele é Índice Futuro.

Entenda o Índice Futuro

Primeiramente, o Índice Futuro é um contrato derivativo que permite a negociação da expectativa de preço da carteira teórica de ações do IBOV. Em poucas palavras, o IBOV é o termômetro do mercado, o Índice Futuro é a aposta se a temperatura sobe ou cai.  

É um ativo do mercado futuro, e como todo ativo desse mercado, a negociação ocorre em contratos que possuem vencimento. O vencimento é sempre bimestral, ou seja, a cada 2 meses ocorre a troca de negociação de um contrato para outro.

O cálculo do índice futuro ocorre em pontos e o tick é de 5 pontos, isso quer dizer que a variação mínima do índice futuro é de 5 em 5 pontos. Veja abaixo mais especificações desse contrato:

Ticker“IND”, seguido por mês (1 caractere) e ano (dois caracteres).
Tamanho do contratoR$ 1,00 x pontuação do Ibovespa. 
Lote-padrão5 contratos.
CotaçãoEm pontos.
Meses de vencimentoVencimento bimestral, de fevereiro a dezembro, representados por 6 letras: G, J, M, Q, V e Z.
Dia de vencimentoQuarta-feira mais próxima do dia 15.
Exemplo de tickerINDZ19 (índice futuro com vencimento em 18/12/2019).

É um ativo como qualquer outro. A diferença para ativos do mercado à vista, como ações, é que o índice futuro está sujeito ao ajuste diário de posição. Ou seja, para quem deseja ficar posicionado, diariamente paga ou recebe o ajuste.

Precificação do Índice Futuro

Uma dúvida que pode ficar na cabeça do investidor iniciante é sobre o valor a ser investido. Supondo que o Ibovespa esteja a 90.000 pontos, na prática o investidor está negociando um contrato com valor de R$ 90.000,00!

Portanto, cada ponto no Índice Futuro equivale a R$ 1,00. Porém, há um detalhe muito importante, quando estamos negociando contratos de Ìndice Futuro na Bolsa, há um lote mínimo que você pode comprar e vender, e para índice são 5 contratos.

Então, quando estamos comprando e vendendo, o investidor ou o trader está negociando no mínimo R$ 450.000,00, caso a cotação esteja em 90.000 pontos.

No mercado futuro é necessário ter uma parte do valor em conta para operar, mas mesmo assim é um dinheiro grande. Para dar acesso a pequenos investidores, foi criado o Minicontrato Futuro de Ibovespa, conhecido também como Mini Índice!

Mini Índice: Perfeito para a pessoa-física

O Mini Índice é um ativo que foi criado a partir do índice futuro. Para se referir a esses dois contratos, também se fala “contrato mini” para o mini índice, e contrato cheio ou padrão para o índice futuro.

Assim, a lógica do mini segue a mesma que a do cheio: operações para especular em relação ao Ibovespa, porém, com financeiros muito menores. O trader está operando um valor financeiro 25x menor que o contrato cheio.

Hoje, com valores de R$ 100 a R$ 300 reais em conta já é possível comprar e vender minicontratos de índice. A corretagem para esse ativo também é acessível. Ou seja: é uma excelente oportunidade para quem quer começar na Bolsa porém tem pouco dinheiro.

Cada vez mais o mini índice tem batido recorde de negociação na Bolsa, exatamente pela facilidade de acesso.

Veja abaixo as especificações técnicas desse ativo.

Ticker“WIN”, seguido por mês (1 caractere) e ano (dois caracteres).
Tamanho do contratoR$ 0,20 x pontuação do Ibovespa. 
Lote-padrão1  minicontrato.
CotaçãoEm pontos.
Meses de vencimentoVencimento bimestral, de fevereiro a dezembro, representados por 6 letras: G, J, M, Q, V e Z.
Dia de vencimentoQuarta-feira mais próxima do dia 15.
Exemplo de tickerWINV19 (mini índice com vencimento em 16/10/2019).

Precificação do Mini Índice

Para você entender melhor, a precificação do Mini Índice é muito similar ao do índice cheio. O Mini Índice possui uma cotação em pontos com variação mínima de 5 pontos. Porém cada ponto do Mini Índice equivale a R$ 0,20.

O valor de cada contrato do Mini Índice equivale a um quinto do contrato cheio. Além disso, seu lote padrão, ou seja, o lote mínimo de contratos que você pode negociar é apenas 1! Então, quando estamos comprando e vendendo Mini Índice , o investidor ou o trader está negociando no mínimo R$ 18.000,00, caso a cotação esteja em 90.000 pontos.

Com esse valor reduzido em comparação com o índice cheio, as portas se abrem com muito mais facilidade para pequenos investidores. Somando isso com a possibilidade de alavancagem financeira, o Mini Índice se torna uma ótima escolha.

Mas então, para que serve o Mini Índice Futuro?

De inicio pode parecer confuso, mas seu objetivo como produto é bastante claro. O Índice Futuro e o Mini Índice são opções para os investidores negociarem a expectativa dos futuros preços do mercado de ações.

Por exemplo, um pequeno investidor poderia utilizar o Mini Índice para proteger sua carteira de investimento, realizando um hedge. Outra opção seria realizar uma negociação simplesmente para especular a variação de preço futura.

Traders mais experientes utilizam o Mini Índice e outros contratos futuros para montar operações estruturadas, onde são negociadas ações, contratos futuros e algumas vezes ETF’s dentro de uma única operação.

As possibilidades são diversas, então a seguir vamos te apresentar as principais vantagens que os operadores de mercado podem obter ao realizar operações no Mini Índice.

Quais as vantagens de operar o Mini Índice?

Fácil acesso

É iniciante na Bolsa? Fique tranquilo, com o mini índice você vai poder operar com facilidade. Principalmente, pelo fato de ser barato para operar, tanto em termos de margem como em termos de corretagem/emolumentos, é um ativo que atrai novos traders.

Por conta da alavancagem financeira disponível na maioria das corretoras, hoje com R$ 200,00 em conta você pode realizar as primeiras operações com o minicontrato.

Volatilidade elevada

Para um ativos ser atrativo operacionalmente falando, é necessário que seja um ativo volátil. Um ativo volátil é aquele em que as cotações variam muito ao longo do dia. Isso acaba gerando uma série de oportunidades novas, tanto de compra como de venda. Um ativo “parado” é complicado de ser operado. Day-traders gostam de volatilidade e sem dúvida ela está no índice.

O Mini Índice chega a variar entre 1000 a 3000 mil pontos em média por dia. Obviamente as oscilações variam entre movimentos de alta, baixa, fortes movimentos de tendencia e consolidações. Mas essa volatilidade alta rendem boas oportunidades para traders.

Bastante liquidez

Já pensou comprar um ativo e não ter para quem vender? Isso acontece em ativos poucos líquidos. Não adianta ter volatilidade sem liquidez. Para operar um ativo, ele precisa ser como o índice, volátil e com um book cheio de ofertas. Assim, é um ativo líquido, ou seja, sempre possibilitando a saída operacional dos players.

Você também vai notar que o spread do Mini Índice na maioria dos momentos será o mínimo. Então basicamente, a diferença entre as melhores ofertas de compra e as melhores ofertas de venda será apenas de 1 tick,  ou seja, 5 pontos.

Operação em todo mercado de ações

Quem opera índice não opera apenas uma ação, mas um grupo representativo de várias ações. Se você acredita que o mercado de ações de modo geral irá subir, ao invés de comprar uma ação ou um grupo de ações, pode fazer uma aposta mais segura, que é o índice. Assim, você pulveriza o risco.

Facilidade na abertura de posições


O mercado futuro permite a abertura de posições compradas e vendidas com facilidade, inclusive com a possibilidade de “dormir posicionado” sem aluguel de ações. Dessa maneira, tanto na alta como na baixa você pode ganhar.

Opere em Swing Trade e Day Trade

Por conta da alta liquidez e alta volatilidade o Mini Índice é uma ótima escolha para o operador de mercado trabalhar no trade. Agora para quem deseja realizar operações de longo prazo, o índice é uma ótima escolha também, pois você estará diversificando seu investimento adquirindo somente um ativo.

Caso você não tenha o valor integral do minicontrato, há a possibilidade de você trabalhar alavancado também no Swing Trade, mas antes, verifique essa possibilidade junto com a sua corretora.

IBOV x Índice Futuro: qual a relação?

O índice futuro não indica o preço do IBOV no futuro. Na verdade, o contrato futuro é regido por uma relação de juros e arbitragem com o Índice Ibovespa.

Nesse cenário, a fórmula utilizada para o cálculo é: índice futuro = Ibovespa x (1 + i), sendo que “i” é a taxa de juros no período.

Assim para facilitar, o que ocorre na prática é uma das situações a seguir:

  • A cotação do contrato futuro pode ser superior à do Ibovespa;
  • A diferença entre os índices é reduzida com a aproximação do dia do vencimento (redução dos juros);
  • A cotação do índice futuro é regida unicamente pela perspectivas dos players quando o IBOV não está aberto (ex.: o contrato futuro abre negociações às 9h, enquanto que o mercado de ações abre às 10h).


Esses cenários acontecem devido a distorções existentes no mercado financeiro. Por uma relação de arbitragem e a realização de operações cash and carry é possível estimar a relação entre IBOV e seu contrato futuro. Mesmo assim, o que prevalece são as próprias distorções do mercado conforme demanda e oferta do índice.

Essas distorções entre as cotações do Ibov e do índice futuro podem gerar boas oportunidades para realização de operações. É importante você sempre estar acompanhando a cotação dos ativos

Como operar o Mini Índice na prática?

Vale dividir o operacional no índice entre estágios burocráticos e estágios técnicos.

Etapas burocráticas

O primeiro passo para realizar as operações em minicontratos de índice é obter uma plataforma profissional. Com um software avançado você vai conseguir realizar todos os estudos necessários para esse ativo. Também, com as ferramentas adequadas você vai entender se o seu operacional será por análise gráfica ou tape reading.

Profit Mini Indice
Profit Mini Indice

Após os primeiros testes na conta de simulação, você pode abrir conta em uma corretora de sua escolha. Contudo, é importante seguir com calma nesse processo para não queimar etapas e, consequentemente, gerar perdas desnecessárias.

Durante a escolha da sua corretora, sempre verifique questões como custos de corretagem e margens exigidas para operações com Mini Índice e Índice Futuro (contrato cheio).

Etapas técnicas

Primeiramente, esse é o momento do estudo! Você já tem as ferramentas que precisa em mãos, agora é a hora de entender as melhores metodologias para operar. Para o índice futuro tanto a análise gráfica/técnica quanto o tape reading são possíveis. Enfim, cabe você entender bem cada técnica e decidir qual se encaixa em seu perfil.

Uma dica valiosa para você é buscar um mentor que possa te acompanhar durante sua jornada de aprendizagem.

Após o estudo técnico, um outro aspecto fundamental é a compreensão da gestão de risco. Dessa forma, a gestão de risco é a parte da estratégias que define o tamanho de lote operacional, estabelecimento de metas de ganho e limites de perda, horários para operar, dentre outros aspectos.

Não foque apenas na metodologia: a metodologia deve fazer sentido dentro de uma boa gestão de risco.

Nesse artigo falamos sobre os principais pontos do índice futuro. Quer saber mais como aprimorar o seu trading? Então leia agora sobre a importância do volume para suas operações!

Especialista em trading e produtor de conteúdo para mercado financeiro e traders de diversos perfis. É formado em Administração de Empresas (UFRGS) e pós-graduando em MBA Broker Global (IBMEC). Há mais de 4 anos, trabalha auxiliando traders e investidores a chegarem aos seus objetivos financeiros.
  1. Olá,

    Excelente matéria, mas fiquei com uma dúvida… qual diferença de operar o ETF Bova11 (que é baseado no IBOV) e o Índice Futuro (que também é baseado no IBOV).

    Obrigado.

    1. Cristiano, tudo bem?

      A diferença é que o BOVA11 é um ETF, enquanto que o índice futuro é um ativo do mercado futuro. Por ser um derivativo, o índice futuro está sujeito a ajuste diário e alavancagem diferenciada, por exemplo. Nos acompanhe nas nossas redes! 😀

      1. Poderia me esclarecer algumas dúvidas?
        Caso o contrato vença e eu não zerar minha posição continuo posicionado no próximo contrato ou sou zerado pela corretora?
        Posso operar o winfut e ficar posicionado por um período maior? Ou ele também possui vencimento?

        1. Olá Daniel,
          O WINFUT é a série histórica do Mini índice, ou seja é um ativo somente para estudos gráficos, não é possível realizar operações.
          Caso o contrato venha a vencer há possibilidade de você fazer a rolagem para o novo contrato porém verifique com a sua corretora qual a politica da mesma em caso de vencimento.

    1. Os grandes players normalmente operam os contratos-padrão, Hudson. Por isso se analisa o fluxo do cheio para operar o mini. No índice, isso nem sempre ocorre, pois há uma desproporcionalidade entre o volume alto do minicontrato para um volume mais baixo no contrato-padrão. Em suma: é relativo!

  2. Quando compramos ou vencemos mini contrato, estamos influenciando o preço das acoes para cima ou para baixo? Ou somente as acoes é que influencia o mini inidice?

    1. Olá Fabio,
      Quando você negocia o Índice Futuro você está ajudando a movimentar o preço, porém como ele é um derivativo do Ibovespa caso as ações que compõem Índice tiverem uma movimentação muito forte, certamente irá influenciar os traders a movimentarem o Índice Futuro também.

      1. O IBOV atualiza de 30 a 30 segundos(não sei se o Mini Bovespa atualiza o IBOV a cada momento), então aquele movimento constante do índice é por causa da relaçao oferta/demanda dos players que operam o minicontrato?

        1. Olá Julio,
          Exatamente, o Índice Futuro é um ativo negociável então a cada segundo diversos players realizam negociações que acabam causando distorções no preço.

  3. Qual a diferença de se operar contratos de mini-indice no seu próprio gráfico e operar min-indice pelo gráfico do cheio, por meio de cross order?

    1. Ola Fábio,
      Com o Cross Order é possível acompanhar e realizar estudos no gráfico do Índice cheio pois ele possui um valor financeiro muito maior e há atuações de grandes players, e então realizar o envio de ordens no minicontrato.

  4. Como se dá a relação entre o mini e o cheio?
    Qual prevalece? Se o preço do cheio subir, há robôs que levam o preço do mini para o mesmo valor?

    1. Éder, a relação ocorre pela arbitragem dos contratos mino e cheio, implicando mudança de preços semelhante entre os dois ativos.

  5. É possivel se posicionar comprado ou vendido antes da abertura do mercado de mini indice ou mini dolar apostando na queda ou na alta dos ativos?

    1. Edilson, sim, é possível! Esses ativos (os derivativos) permitem a abertura de posições compradas e vendidas com facilidade.

    2. Ola estou iniciando e estou confuso com os cód dos ativos mini índice win e mini dolar wdo …minha duvida e a respeito de vencimentos dos mesmos e como colocar na boleta?! Ex eatamos em outubro seria winv19 ou winz19? E assim por diante no wdo…que ainda nao sei poderia me explicar? Obg

      1. Olá Richard,
        Para te auxiliar, no Profit você pode ir no menu Cotações > Calendário de contratos e então poderá verificar com facilidade qual o código do contrato vigente no momento.

    1. Olá Guilherme,
      As ações que mais influenciam o índice futuro certamente são as principais blue chips.
      Você pode verificar a composição da carteira do Ibovespa e verificar as ações com maior participação.

  6. Como sabemos o ajuste para qual os players seguem no mini índice como base para subida e descida de preço batendo nesse ajuste e podendo dar o repique… ?

  7. Ola, muito boa a matéria, gostaria de saber se, por exemplo, eu compro um mini contrato, se eu não vendê-lo até o final do pregão o que acontece com ele?
    Isso eu operando no modo day trade.

    1. Oi, Rodrigo! Caso isso aconteça e você não tiver margem o suficiente, muito provavelmente você será zerado pela corretora. Caso você tenha margem e acerto com a corretora, você estará realizando uma operação de swing-trade. No dia seguinte, o preço que você se posicionou será o ajuste do dia anterior (isso para ativos do mercado futuro, incluindo o índice).
      Sugiro que entre em contato com a sua corretora para verificação dos detalhes de como ela trabalha operações desse tipo. Abraços!

      1. Ola
        Muito boa matéria .
        Uma dúvida :
        Um trade proficional pega quantos pontos em média diariamente
        Me de um exemplo
        Porem eu sei que varia muito
        Abraço

        1. Olá Gp,
          Realmente irá variar muito, principalmente em relação ao estilo operacional e objetivo de cada estratégia. Por exemplo um trader com estilo de scalper, irá realizar operações de alvo curto, pegando poucos pontos.

  8. Ola, muito boa a matéria. Tenho uma dúvida sobre o valor que é apresentado no mini índice, se olharmos o gráfico a alta histórica do mini índice se deu em 2008, em 177.000 pts, é não é verdade, pois recentemente atingimos a “verdadeira” alta histórica em 108.000 pts. Sei que é imputado “juros” (ou algum tipo de correção) sobre os valores do mini índice. Quando isso ocorre? Analisando os valores do gráfico, aparentemente são corrigidos no final do exercício (G, J, M, Q, V e Z) esta correta essa dedução? Na minha plataforma não consegui ver o gráfico do mini sem os juros conhece alguma plataforma que apresente os valores que foram negociados na época?

    1. Olá Felix,
      No Profit você consegue visualizar essa informação. Utilize os Códigos WINFUT (mini indice) ou INDFUT (indice cheio), que são os códigos de série histórica.
      Depois Vá em Ferramentas > Ajustes > Desmarque a opção Splits e Grupamentos.

  9. Hoje existe muito mais negociação no mini índice do que no índice cheio. Tenho o costume de acompanhar os dois, mas tenho uma dúvida: Quem influencia quem? Mini Índice controla o cheio por ter mais volume ou o Índice Cheio controla o Mini? Ou talvez nenhuma das duas opções…

    1. Olá Carlos,
      Há opiniões diversas, nossa sugestão é que teste a sua sua estratégia e faça suas próprias conclusões. Um fato é que o volume de pessoas fisicas nos minicontratos é muito maior, já nos contratos cheios é normal observarmos mais a atuação dos grandes players.

    1. Olá Matheus,
      É possível porém o limite vai variar conforme o seu capital e conforme a alavancagem que a sua corretora permitir.

  10. Boa noite,

    Comecei a poucos dias ainda em fase iniciante a operar minindice e tenho uma dúvida.
    Se eu me posicionar comprado ou vendido a mercado por um valor x e depois de um período (horas) eu zerar ou cancelar a minha operação eu receberei os lucros ou o prejuízo se for o caso?

  11. Boa Noite ! estou posicionado com 4 contratos do mini índice e tenho apenas 550 na conta e mais 50 na operação que está em aberto , vi que para operar swing trade precisa ter 1.000 reais de margem , e agora , minha posição é zerada e ganho os 50 reais de lucro ou acontece algo diferente?
    muito obrigado

    1. Olá Fabio,
      Neste caso é provável que a própria corretora zere a sua posição de forma automática. Normalmente caso a corretora precisa intervir para fechar a sua posição há custos de corretagem extras.

  12. Bom dia,
    Vcs estão de parabéns pelas orientações dos vídeos, sou iniciante e estou gostando do assunto e estou simulando ainda. Como faço para colocar o STOP GAIN E STOP LOSS em 2 contratos sem por a parcial? muito obrado pela gentileza.

  13. Ótima matéria.

    Vocês por acaso já tem alguma matéria quanto ao mercado futuro americano??

    Estive curioso quanto a média de oscilação diária de S&P500 nas pontuações, além de outras coisas da Nasdaq.

    Se puder tirar minhas dúvidas, eu agradeço.

      1. Bom dia ,tenho uma dúvida,se eu faço um plano de 10 mini contratos com a corretora,e eu faço uma operação com esses 10 contratos,eles zeram? Daí eu tenho que comprar mais? Ou eu posso fazer quantos trades quiser ao dia com os mesmos 10 contratos

        1. Olá Wesley,
          Neste caso, quando você possui 10 minicontratos de margem significa que a sua exposição máxima no mercado só poderá ser de 10 minicontratos.
          Você não conseguira comprar ou vender 11 minicontratos em um único trade.
          Com isso você poderá realizar diversas operações, mas sem ultrapassar os 10 minicontratos em um único trade.

  14. Olá, ótimo texto!

    Tenho só uma dúvida sobre qual a razão de ser do índice futuro… Quando compramos esses contratos, estamos comprando de quem? Como se trata de um derivativo de uma carteira teórica (IBOV), não consigo associar qual seria objeto negociado, diferentemente dos contratos futuros de dólar, commodities, etc, que possuem esses ativos como lastro..

    Obrigado!

    1. Olá Matheus,
      Como comentamos no artigo, o Índice Futuro é uma possibilidade de negociar as mais de 60 ações que compõe o Índice Bovespa apenas realizando a negociação de um único ativo. Então as possibilidades são diversas, você pode tanto especular a variação de preço, realizar a compra ou venda do Índice Futuro para hedge ou proteção de carteira, ou realizar operações do tipo Long & Short.

  15. Boa noite, gostaria de saber se posso estar comprado no miniíndice de uma corretora e vendido de outra ao mesmo tempo, ou se é contra a lei?

  16. Minha plataforma profchart e não consigo configurar o minindice pra começar as operações alguém pode me ajudar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
29 − 11 =