Quanto dinheiro preciso para começar na Bolsa de Valores?

Você quer começar a investir, mas não qual o valor mínimo necessário para iniciar no mercado? Saiba tudo sobre aqui!

Última atualização:

Você quer começar a investir na Bolsa de Valores, mas não sabe qual o valor mínimo que precisa desembolsar para entrar no mercado de ações? Então saiba desde o início que não existe um valor pré-fixado para iniciar na Bolsa de Valores, mas sim aportes que vão corresponder com seu perfil de operações no mercado!

Por isso, é fundamental que você realize um estudo prévio sobre os diferentes tipos de investidores e traders para ver qual se adequa mais a você, assim como estudar funcionamento das operações financeiras na B3, suas regras e taxas. Só depois de tudo isso vai chegar a hora de identificar as melhores oportunidades e o saldo necessário para embarcar nelas.

Neste artigo, vamos explicar de que forma começar a investir na Bolsa de Valores e saber mais sobre quais os custos que essa atividade demanda. Também te apontar algumas dicas para essa fase inicial de atuação na Bolsa. Continue a leitura e acompanhe!

O que saber antes de começar a investir?

É comum encontrar investidores iniciantes com grande expectativa de ganhos exponenciais em um curto período de tempo. Mas é preciso que você sabe que a Bolsa de Valores é um ambiente que requer muito estudo, informação e, acima de tudo, persistência. Ficar rico em curto prazo é uma possibilidade muito remota. Você tem que focar mesmo é na consistência!

Obviamente, algumas pessoas podem já apresentar um talento natural para essa missão. Entretanto, a grande maioria dos traders precisa de certa experiência para desenvolver um olhar mais perspicaz e obter ganhos significativos em pequenos prazos.

Antes de começar a aplicar, é crucial que o investidor iniciante tenha consciência que as maiores possibilidades de lucros também envolvem altos riscos de perdas. Por isso, a nossa dica é que você desenvolva a capacidade emocional para lidar com situações adversas.

E caso escolha pela “escola trader” de atuação, defina qual tipo de análise mais se encaixa em seu perfil: análise técnica, tape reanding ou um híbrido com as duas.

É recomendado que o trader iniciante separe um período diário para saber mais sobre questões da área, tais como formar uma boa carteira de ações, desenvolver análises de cenários e entender as oscilações naturais do mercado.

Além disso, também é primordial desenvolver resiliência e, principalmente, paciência para evitar tomar decisões precipitadas, que podem ser muito prejudiciais.

Qual é o valor inicial ideal?

Você quer começar a investir na Bolsa de Valores, mas não sabe qual o valor mínimo que precisa desembolsar para entrar no mercado de ações?

Essa é uma das dúvidas mais comuns de quem está começando a atuar na bolsa de valores ou tem o desejo de iniciar. A resposta não é que não existe um valor fixo ideal, uma vez que realmente é possível começar com quantias bem baixas.

Um levantamento realizado pela B3 em 2021 mostrou que o primeiro investimento mediano mensal encolheu para R$ 352, ante R$ 985 em 2020, por exemplo.

Acontece que o objetivo do investimento é, justamente, alcançar um bom retorno. E além disso, existe uma correlação de risco/retorno com o valor aportado. Quanto maior for seu investimento inicial, maior será sua margem de ganhos, assim como também será o maior o seu risco. E vice-versa.

Levando em conta todas essas variantes, um valor inicial “baixo”, mas ainda sim suficiente para ter uma boa margem seria o de R$1.000,00 — até porque você deve considerar a cobrança de taxas e os custos próprios das atividades. Além disso, é preciso sobrar dinheiro para reinvestir, não é mesmo?

Mas lembre-se que isso não é uma regra e você pode começar com o valor que sente mais confortável financeiramente. Outro fator importante é que é possível alavancar  seu investimento inicial dependendo do tipo de operação que irá realizar e os serviços ofertados por sua corretora.

No entanto, a B3 atualizou em 2o22 as diretrizes de negociação e estabeleceu novas margens de garantia para day trade, a fim de que a alavagem gere menos impacto no gerenciamento de risco dos operadores do mercado. Confira o vídeo abaixo e saiba mais sobre as novas mduanças!

 

 

Aprendendo na prática, mas sem usar seu investimento inicial

Após realizar sua conta em uma corretora de valores,v ocê pode vincular sua conta e carteira no Profit! Mas você deve estar se perguntando: “qual a vantagem que eu tenho com isso?”.

Bem, são inúmeras vantagens!

Você estará operando na plataforma mais utilizada por traders brasileiras, com as principais ferramentas indicadores de análise gráfica, de fluxo e de disparo de operações. Com poucos cliques você pode comprar, vender ações, BDRs, ETFs e operar mercados futuros, como os contratos de índice e dólar, e muito mais.

Tudo isso dentro de uma ferramenta profissional, rápida e muito segura! Tanto é, que neste momento há dezenas de milhares de usuários ativos no Profit!

Mesmo assim, como todas essas vantagens, acabamos não explicando o título que dá nome a esse tópico: “Aprendendo na prática, mas sem usar seu investimento inicial”.

No Profit, você pode operar no mercado sem usar seu saldo através do recurso simulador, um ambiente para traders e investidores realizarem operações de modo seguro sem nenhum tipo de risco financeiro, o que é fundamental para iniciantes e com pouca margem.

Você também pode estudar o comportamento do mercado usando o recurso Replay de Mercado, que te permite simular operações em pregões anteriores, basta selecionar a data em que você quer estar. Assim, é possível refazer operações quantas vezes quiser, até se sentir confiante para entrar de vez no mercado.

Faça um teste gratuito no Profit e comece a dominar o mercado aos poucos!