Replay de Mercado (23/12)

Resumo com as principais notícias do cenário nacional e internacional que foram destaques nesta semana, de 20 a 23 de dezembro

A penúltima semana do ano está chegando ao fim, o Natal se aproxima, e o mercado financeiro divulga os últimos dados econômicos de 2021. No Brasil, a prévia da inflação divulgada nesta quinta-feira (23) foi a maior para o ano desde 2015, enquanto nos EUA o PIB do terceiro trimestre, revisado pela última vez, subiu acima do que projetava o mercado, com alta de 2,3%.

Os investidores brasileiros também ficaram de olho na votação do Orçamento para 2022, que foi aprovado pelo Congresso e agora está oficialmente em recesso.

A semana também foi de movimentações importantes entre as empresas listadas na B3.

Tudo isso e mais você confere nesta edição do Replay do Mercado.

Notícias nacionais

Congresso aprova Orçamento 2022 com fundo eleitoral turbinado

Prévia da inflação oficial fecha ano em 10,42%, maior taxa desde 2015; resultado fica abaixo da projeção

Arrecadação do governo atinge R$ 157 bi, maior resultado para novembro em 7 anos

Notícias internacionais 

PIB dos EUA cresce 2,3% no terceiro trimestre, acima da projeção do mercado

Déficit em conta corrente dos EUA salta para máxima em 15 anos no 3° tri

Reino Unido cria pacote de US$ 1,3 bi para empresas afetadas pela Ômicron

Moedas pelo mundo

Ranking de Moedas

Mercado Fundamentalista

Insiders

Follow On e Aquisições

Maiores altas e baixas

 

Congresso Nacional aprova Orçamento 2022 com fundo eleitoral turbinado

Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado

O Congresso Nacional aprovou na terça-feira (21) o relatório final do Orçamento de 2022, que prevê R$ 4,82 trilhões para as despesas do próximo ano, das quais R$ 1,88 trilhão serão destinados ao refinanciamento da dívida pública. 

Entre os pontos que mais geraram discussão estão o aumento do fundo partidário para as eleições do próximo do ano e manutenção das emendas de relator, tratadas popularmente como “orçamento secreto”, e alvo de polêmicas após a judicialização do tema no Supremo Tribunal Federal (STF)

No caso do fundo eleitoral, o montante ficou em R$ 4,93 bilhões para o próximo ano. O valor é quase o triplo em comparação ao fundo de 2018.

Na proposta inicial de Orçamento do governo, enviada em agosto deste ano, o valor do “fundão” estava estimado em R$ 2,1 bilhões. Porém, neste mês, os congressistas elevaram a estimativa do valor para até R$ 5,7 bilhões, o que foi reduzido no texto final. Em 2018 o fundão era de R$ 1,7 bilhão.

Também está mantida para 2022 a reserva de recursos para as emendas de relator. Para 2022, serão distribuídos R$ 16,5 bilhões para deputados e senadores por meio das emendas de relator. O valor corresponde à soma das emendas individuais impositivas, que somam R$ 10,9 bilhões para 2022, com as emendas de bancada impositivas, que para o próximo ano foram fixadas em R$ 5,9 bilhões.

No Orçamento de 2022, o relator deputado Hugo Leal elevou de R$ 49,6 bilhões para R$ 79,3 bilhões a previsão para o rombo das contas do governo em 2022.

Entre outros destaques também está a correção frente a inflação do salário mínimo, que passa de R$ 1.100,00 para R$ 1.211,98 para o ano que vem. 

Prévia da inflação oficial fecha ano em 10,42%, maior taxa desde 2015; resultado fica abaixo da projeção

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial, subiu 0,78% em dezembro e para acabar o ano de 2021 com alta acumulada de 10,42%, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (23). O resultado é o maior acumulado do ano desde 2015.

Mesmo em alta, o IPCA-15 ficou abaixo das projeções do mercado, que previam alta de 1,17% no mês e de 10,73% ao ano. Para o mês o resultado também ficou inferior ao de dezembro de 2020 (1,06%)

Novamente o preço da gasolina foi o maior responsável pela alta da inflação.   

Dos 9 grupos de produtos e serviços pesquisados, 7 apresentaram alta em dezembro. A maior variação veio de Transportes (2,31%), que encerrou o ano com alta acumulada de 21,35%

O custo da energia elétrica também teve impacto relevante no índice. No grupo Habitação, do qual ela faz parte, houve alta de 0,90%.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, sete apresentaram alta em dezembro. Apenas saúde e cuidados pessoais (com queda de preços de 0,73%) e educação (com estabilidade) não registraram aumento no mês.

Arrecadação do governo atinge R$ 157 bi, maior resultado para novembro em 7 anos

A arrecadação do governo federal teve alta real de 1,41% em novembro sobre igual mês do ano passado, a R$ 157,340 bilhões, segundo divulgou a Receita Federal na terça-feira (21). O resultado foi o maior para o mês desde 2014, quando a arrecadação atingiu R$ 157,565 bilhões, conforme série da Receita corrigida pela inflação.

De janeiro a novembro, o crescimento real da arrecadação foi de 18,13%, a R$ 1,685 trilhão, desempenho mais forte para o período na série iniciada em 1995.

No entanto, o crescimento da arrecadação de 2021 vem perdendo força desde julho, quando houve um pico de 26,11% de alta nas receitas acumuladas no ano em comparação a julho de 2020.

Pesou negativamente no resultado de novembro uma queda de 8,17% na produção industrial e recuo de 7,10% nas vendas de bens em comparação com o mesmo mês de 2020.

As receitas administradas pela Receita Federal, que englobam a coleta de impostos de competência da União, ficaram praticamente estáveis, com uma elevação real de 0,42%.

Já as receitas administradas por outros órgãos, que são sensibilizadas sobretudo pelos royalties decorrentes da produção de petróleo, tiveram alta de 48,2% acima da inflação.

 

internacionais

PIB dos EUA cresce 2,3% no terceiro trimestre, acima da projeção do mercado

Foto: ShutterstockProfessional / Shutterstock.com

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu em taxa anualizada de 2,3% no terceiro trimestre deste ano, de acordo com a última revisão do Escritório Federal de Análise Econômica (BEA, na sigla em inglês), publicada nesta quarta-feira (22). 

Embora tenha desacelerado frente ao segundo trimestre, o resultado PIB desta semana foi maior do que os 2,1% que o mercado projetava, o que fez as bolsas de Wall Street subirem. Além disso, o dado ficou acima da segunda leitura, que havia mostrado avanço de 2,1% no PIB norte-americano

No segundo trimestre de 2021, a economia americana cresceu 6,7%, na taxa anualizada.

Segundo o BEA, a revisão para cima no crescimento do PIB no terceiro trimestre reflete principalmente os avanços nos gastos pessoais com consumo (PCE), nos investimentos em estoque privado, investimento fixo residencial, gastos do governo estadual e local e investimentos fixos não residenciais, apesar das revisões em baixa em exportações, investimentos fixos residencial e não residencial, e gastos do governo federal.

Os gastos pessoais com consumo tiveram alta de 2,0% no terceiro trimestre em base anualizada, após o aumento de 12% no segundo trimestre. Os investimentos ganharam força, passando de uma baixa de 3,9% para um crescimento de 12,4%, enquanto o total de gastos públicos cresceu 0,9%, após a queda de 2,0% no trimestre anterior.

Após a divulgação dos resultados as bolsas de Wall Street fecharam em alta: o S&P 500 ganhou 1,02%, aos 4.696,56 pontos, enquanto o Nasdaq Composite ganhou 1,18%, para 15.521,90 pontos. O Dow Jones Industrial Average subiu 0,74%, para 35.753,89 pontos.

Déficit em conta corrente dos EUA salta para máxima em 15 anos no 3° tri

O déficit em conta corrente dos Estados Unidos atingiu uma máxima em 15 anos no terceiro trimestre, motivado pelo aumento recorde nas importações à medida que as empresas corriam para repor estoques vazios durante a retomada das atividades após a flexibilização das medidas de prevenção à Covid-19.

Segundo dados do Departamento do Comércio dos EUA, publicados na terça-feira (21), o déficit corrente que mede o fluxo de mercadorias, serviços e investimentos para dentro e fora do país, acelerou 8,3%, para US$ 214,8 bilhões no terceiro trimestre. Esse foi o maior déficit desde o terceiro trimestre de 2006.

A previsão do mercado era de um saldo negativo de US$ 205 bilhões no período. Os dados do segundo trimestre foram revisados para cima, a US$ 198,3 bilhões, em vez dos 190,3 bilhões divulgados anteriormente.

Reino Unido cria pacote de R$ 7,5 bi para empresas afetadas pela Ômicron

Em meio a nova onda de Covid-19, acelerada pela cepa Ômicron, o Reino Unido anunciou nesta semana que irá disponibilizar 1 bilhão de libras (R$ 7,58 bilhões) em apoio e empréstimos para ajudar empresas do setor de hospitalidade e turismo, setores que estão entre os mais afetados pela pandemia. 

“As pessoas estão, com razão, cada vez mais prudentes em sua vida diária, o que se reflete no nosso setor de hotelaria, entretenimento e no setor cultural durante o que é geralmente o período mais movimentado do ano”, destacou o primeiro-ministro Boris Johnson em um comunicado.

De acordo com o ministro das Finanças, Rishi Sunak, cerca de 200 mil empresas poderão ser contempladas com o benefício para aliviar a queda na receita durante as festas de fim de ano.

Empresas dos setores de hospitalidade e lazer poderão receber subsídios de até 6 mil libras (R$ 45,5 mil) cada. Além disso, um adicional de 100 milhões de libras (R$ 757 milhões) será repassado aos governos locais para apoiar as empresas em suas áreas atingidas pelo aumento repentino dos casos de Covid-19.

O novo pacote de estímulos do governo britânico vem depois de forte pressão de entidades e associações empresariais, como a UKHospitality e a Câmara de Comércio Britânica. Em especial, as organizações buscam ajuda para que pubs e restaurantes possam lidar com as novas restrições de circulação. Muitos dos bares e pubs do Reino Unido já perderam quase 60% das receitas em dezembro, que é tradicionalmente o mês mais lucrativo do setor.

Um pacote de estímulos similar ao do Reino Unido também é esperado nos Estados Unidos, onde a variante Ômicron representa 73% dos novos casos. 

 

Ranking de moedas

O real registrou leve valorização nesta frente ao dólar, subindo da 19ª posição para 16ª, de acordo com  o “Ranking de Moedas”, ferramenta disponível no Profit Pro, que reúne 21 das principais moedas do mundo em comparação ao dólar. Na parte de baixo da tabela, o real acabou com desempenho inferior aos seus pares emergentes, peso mexicano e lira turca.

Aliás, a divisa turca vinha se mantendo na última posição do Ranking por semanas, mas nesta registrou forte valorização de 45,75% frente ao dólar e ficou em 1º lugar disparado. A alta ocorreu após o governo da Turquia dizer que garantiria alguns depósitos em moeda local contra perdas pela depreciação cambial, enquanto surgiam questões sobre as reservas do banco central. Também no pódio está a coroa norueguesa em 2º lugar com alta de 2,45% e o dólar australiano, com alta de 1,80%.

Entre os piores desempenhos estiveram o rial saudita (-0,03%), o florim húngaro (-0,13%) e o yen japonês (-0,82%).

O DXY (DOLINDEX no Profit Pro), que mostra a relação do dólar contra uma cesta de moedas de países desenvolvidos, registrou baixa de 0,63% na semana. O Dollar Index compara a moeda norte-americana com o euro (zona do euro), o iene (Japão), a libra esterlina (Reino Unido), o dólar canadense (Canadá), a coroa sueca (Suécia), e o franco suíço (Suíça). Confira: 

Ferramenta Ranking de Moedas, Profit Pro.
Ferramenta “Gráfico”, do Profit Pro. Código: DOLINDEX.

Cotações

Ante o real, as seguintes moedas performaram assim:

  • USD/BRL encerrou a semana com baixa de 0,54%, a R$ 5,665
  • EUR/BRL fechou a semana comalta de 0,27%, a R$ 6,421
  • MXN/BRL encerra a semana com alta de 0,37%, a R$ 0,274
  • CNH/BRL com baixa de 0,36%, a R$ 0,888

* O Ranking de Moedas, Dolindex e as cotações foram extraídas do Profit Pro, na sexta-feira (23), às 16h30

 

fundamentalista

Insiders

A AES Brasil (AESB3) e a Unipar Carbocloro (UNIP6) assinaram um novo acordo de autoprodução de energia. O projeto envolverá investimentos de R$ 510 milhões em geração de energia eólica no Nordeste. As empresas criarão uma joint venture específica para o projeto, que segue o modelo de autoprodução de energia. 

A Embraer SA (EMBR3) anunciou a fusão de sua subsidiária produtora de aeronaves elétricas Eve com a Spac (empresa de aquisição de propósito específico, na sigla em inglês) norte-americana Zanite para listagem na Bolsa de Valores de Nova York. A transação avalia a Eve em US$ 2,9 bilhões de dólares (valor de equity).

A Gol (GOLL4) informou na terça-feira (21) que a B3 (B3SA3) aceitou pedido de tratamento excepcional para a listagem de seus papéis ordinários no Nível 2 de governança, mas estabeleceu condições envolvendo a liquidez das ações preferenciais. Para a listagem dos papéis ordinários no Nível 2, a B3 estabeleceu que as ações preferenciais terão como critério de cômputo de percentual mínimo de circulação o nível de 50%. A listagem ocorrerá a partir de 27 de dezembro.

A Vale (VALE3) celebrou um acordo vinculante com a Vulcan Minerals para vender a mina de carvão Moatize e o Corredor Logístico Nacala (CLN) pelo total de US$ 270 milhões.

Follow On e Aquisições

3R Petroleum – A 3R Petroleum (RRRP3) concluiu, por meio de sua subsidiária 3R Macau, a aquisição de 50% do campo de Sanhaçu detida pela Petrogal Brasil por US$ 6 milhões, após as aprovações da ANP e do Cade.

Alpargatas – A Alpargatas (ALPA3) fechou um acordo para a compra de 49,9% da empresa de calçados americana Rothy’s pelo valor de até US$ 475 milhões.

Dexco – A Dexco (DXCO3) anunciou nesta terça-feira (21) a aquisição de 100% da empresa Castelatto. A compra será feita ao múltiplo 7,1 vezes EV/ebitda de 2021, conforme projeções, e não deverá impactar de forma significativa a estrutura de capital da Dexco.

Engie Brasil – A Engie (EGIE3) anunciou que foi concluída a operação de aquisição de 100% do capital social da Assu Sol Geração de Energia, empresa detentora do projeto do Complexo Fotovoltaico Assu Sol. Segundo a Engie, o preço de aquisição é de até R$ 41,2 milhões.

Instituto Hermes Pardini – O Instituto Hermes Pardini (PARD3) assinou contrato para a aquisição do Moscogliato – Serviço de Ultra-Som, com sede em São José dos Campos (SP), por R$ 12,5 milhões. Simultaneamente, foi efetivada a transferência de 100% das quotas de emissão da Clínica Dra. Odivânia Moscogliato para a companhia.

JSL – A JSL (JSLG3) anunciou na terça-feira (21) que seu conselho de administração aprovou a recompra de até 4,8 milhões de ações de emissão da companhia, representativas de cerca de 7,38% dos papéis em circulação no mercado. O prazo de duração será de 18 meses, com início em 21 de dezembro de 2021 e término em 21 de junho de 2023.

Log-In – O conselho de administração da Log-In (LOGG3) aprovou uma oferta pública voluntária para aquisição do controle da subsidiária integral da MSC Mediterranean Shipping Company. A proposta foi realizada em setembro deste ano e prevê a aquisição de até 67% do capital social da companhia. O preço por ação é R$ 25.

Neoenergia – A Neoenergia (NEOE3) arrematou o lote 4 do leilão de transmissão de energia da Aneel, ao ofertar uma receita anual permitida (RAP) de R$ 37,1 milhões, o que representa um deságio de 58,63% ante o valor máximo de R$ 89,67 milhões estabelecido pelo regulador.

Odontoprev – A Odontoprev (ODPV3) comunicou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a compra da Mogidonto e Boutique Dental. A aquisição das empresas já havia sido informada ao mercado em julho deste ano.

Oncoclínicas – A Oncoclínicas (ONCO3) adquiriu 60% de participação no centro ambulatorial Itaigara Memorial. Segundo a empresa, o pagamento pela participação e pelas novas ações será feito em dinheiro, com recursos próprios da companhia, no valor de R$ 101,1 milhões.

Randon – A Randon (RAPT3) anunciou novo programa de recompra de até cinco milhões de ações. De acordo com a empresa, o prazo máximo para a liquidação dos papéis é de 18 meses, iniciando-se em 20 de dezembro de 2021 e encerrando-se em 19 de junho de 2023.

Taesa – A Taesa (TAEE11) arrematou o lote 1 do leilão de transmissão da Aneel por R$ 129,9 milhões, com um deságio 47,76% ante o valor estimado. De acordo com a empresa, a linha arrematada tem 363 km de extensão.

Sinqia – A Sinqia (SQIA3) anunciou nesta semana a compra da desenvolvedora de aplicações para o mercado de consórcios NewCon, em uma transação de R$ 422,5 milhões

 

Maiores altas e baixas da semana

Conclusão

Este foi o Replay de Mercado, com as principais notícias do mercado que foram destaques nesta semana. Para mais notícias, nos acompanhe no Blog da Nelogica. Você também pode se informar pelo Market Report, publicado três vezes por dia no Profit Pro, com as notícias mais relevantes do momento.