Blog 162
Blog 162

Saiba como escolher uma corretora de valores para o mercado financeiro

Você sabe como escolher uma corretora de valores para as suas operações no mercado financeiro? Tem conhecimento para definir e selecionar a mais adequada para as suas necessidades? Sabe como inserir seu dinheiro em uma? Não? Então, você encontrou o post certo!

As corretoras de valores são importantes peças para quem deseja entrar para o mercado e começar no mundo dos investimentos, seja ele qual for. Ainda, são as peças mais iniciais quando você decide investir, e é um processo que precisa de análise e ponderação, principalmente se os seus objetivos e aplicações são mais complexas. Sendo assim, que tal conferir esse artigo que, com certeza, vai retirar todas suas dúvidas? Boa leitura!

Não sei o que é uma corretora de valores

Esse tópico é para os iniciantes 0.0 mesmo. É normal não entender o que é essa instituição no começo, mas calma. Uma corretora é onde você vai mandar seu dinheiro destinado a investimentos, e ele vai rentabilizar de várias formas. Essas formas é você mesmo que escolhe.

Uma corretora de valores não é um banco como o que você está acostumada a frequentar. Nela você também terá uma conta em seu nome, mas ao contrário da sua conta bancária comum, todo aquele dinheiro será investido a sua escolha. E com certeza todas as opções existentes são melhores que deixar seu dinheiro parado na poupança.

Importante também você saber que sua conta na corretora não terá cartão de crédito ou débito, você não vai pagar contas, receber o salário por meio dela, nem outras características próprias de bancos.

Corretora: é melhor investir por ela ou pelo meu banco?

Já que estamos tratando das diferenças dessas duas instituições, vamos entender porque é preciso abrir conta em uma corretora de valores para rentabilizar seu capital da melhor forma.

A corretora de valores é a melhor forma de investir com mais rentabilidade e segurança. Essa é a alternativa ideal para atingir os seus objetivos, principalmente para quem está começando agora no mercado financeiro.

Há diversas formas de fazer o seu dinheiro crescer, inclusive, a diversificação em investimentos é extremamente necessária para qualquer tipo de perfil de investidor. Eu explico melhor esse ponto no curso “Como Começar a Investir”, confira, é inteiramente gratuito.

Bom, geralmente as instituições bancárias oferecem uma gama de aplicações mais limitada, principalmente para os pequenos investidores. As aplicações mais comuns que os investidores são direcionados, são a poupança e os títulos de capitalização. Dois exemplos de investimentos com um retorno baixíssimo que, por vezes, perdem para a inflação.

Já uma corretora é uma instituição que ganha comissões de acordo com seus rendimentos, portanto, preocupando-se constantemente com sua rentabilidade. Com elas, você tem acesso a opções bem mais atrativas. Abrir conta em uma é o primeiro passo no mundo real se você deseja conquistar sua liberdade financeira.

Corretora de valores: preciso mesmo de uma?

Conseguiu entender a diferença dessas duas instituições? Basicamente você vai ter uma vitrine completa de juros compostos para escolher, além de claro, obter acesso ao mercado de ações. Tanto em fundos de ações, como para as operações de trading que você utilizar a plataforma Profit.

Você tem a possibilidade de aplicar em investimentos que, em tese, são direcionados apenas para grandes investidores, como os FICs, no Mercado Futuro e em ações. E ainda pode operar no mercado acionário, seja day trade, seja swing trade.

Ah, é tudo sem precisar sair de casa. Todas negociações são totalmente online, inclusive a abertura de conta. Vamos entender agora um pouco melhor do campo de atuação das corretoras?

Corretoras de valores atuam onde?

Antes de escolher uma corretora de valores, é necessário saber o que elas são, as suas funções e como atuam.
Desse modo, as corretoras consistem em empresas que intercedem em processos de compra e venda de títulos para os seus contratantes no mercado financeiro. Elas operam, principalmente, na Bolsa de Valores, mas também podem atuar em Tesouro Direto, CDB (Certificados de Depósitos Bancários), LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), LCI (Letra de Crédito Imobiliário), debêntures e aplicações em bancos de pequeno e médio porte.

Foram exemplos de investimentos que você não conhece? Confira essas aulas!

Para essa atuação, essas empresas devem ter autorização do Banco Central e passar por constantes fiscalizações da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), que regulamenta as atividades do mercado financeiro.

Corretora de valores: suas funções e operações

Além de intermediarem as operações do mercado financeiro, as corretoras também participam dos processos de distribuição dos serviços e produtos, orientam os clientes em relação ao momento mais adequado de comprar ou vender títulos e, ainda, divulgam preços de ações.

Com isso, disponibilizam serviços, como relatórios com resumo e análise das ações, gestão das carteiras administrativas, de fundos e demais recursos. Os clientes podem contar ainda com o home broker, que caracteriza as negociações realizadas via internet.

Lembrando que, se você irá operar no mercado financeiro, precisa de mais que um home broker. Você necessita da melhor plataforma profissional; o que vai te trazer segurança, rapidez no envio de ordens, e uma gama de recursos e ferramentas para realizar a mais otimizada análise do mercado.

Mas na prática, como já explicado, as corretoras de valores trabalham para garantir as melhores oportunidades e mais rentáveis aplicações para seus cliente, não se restringindo apenas em vender alternativas para investimentos.

Corretora de valores são confiáveis?

Toda corretora de valores, além de regulamentada, também é fiscalizada. Para isso existe o departamento de compliance. Todas as normas e processos internos precisam ser respeitados. Dessa forma, são evitadas condutas arriscadas que prejudiquem os clientes e a própria instituição.

Existem alguns fatores que você mesmo pode analisar para saber se a corretora é regulamentada e confiável:

Cadastro na CVM

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é uma autarquia federal que funciona com personalidade jurídica. A função principal da CVM é regular e fiscalizar os investimentos feitos no país, protegendo os interesses dos investidores e garantindo a transparência das transações.

No site da comissão, é possível pesquisar o nome das corretoras para se certificar de que elas estão cadastrada e autorizadas a atuar na área.

Habilitação para Operar no Tesouro Direto

Tesouro Direto são os títulos públicos de renda fixa que são emitidos por meio do sistema de mesmo nome, organizado pelo Tesouro Nacional. Ficou com dúvidas? Clique aqui!

Bom, ainda que os negócios sejam feitos em plataforma própria, bancos e corretoras estão habilitados para a compra e venda de títulos de maneira integrada. E com isso, você pode conferir uma lista completa das instituições habilitadas para esse processo, pelo site do Tesouro Direto.

Selo CETIP

A Cetip é especializada em oferecer serviços de negociação, liquidação, depósito e registro de ativos e títulos para instituições financeiras. Sendo assim, serve como intermediadora em transações interbancárias, como transferências de TED e DOC.

O selo Cetip fornecido pela empresa é a garantia de que aquela corretora de investimentos registra e identfica as aplicações sob sua tutela com o CPF ou CNPJ do investidor.

Certificados da B3

É possível também avaliar se a corretora de valores conta com uma certificação do Programa de Qualidade Operacional (PQO), que é oferecido pela bolsa de valores do país, a B3. Essa iniciativa avalia e qualifica o serviço de corretoras e bancos que atuam no mercado.

O programa conta hoje com 120 instituições financeiras cadastradas e mais de 12 mil profissionais certificados. É uma boa forma de saber mais sobre a corretora que você está pensando em escolher.

Corretora de valores: como escolher a melhor?

Existem diversos pontos para analisar quando você vai escolher uma corretora de valores. No geral, ela precisa suprir suas necessidades, mas você sabe quais são?

1. Boa infraestrutura

Verifique se a corretora possui bons bancos de clientes, se há uma estrutura sólida, eficiente e bem estruturada. Afinal de contas, uma correta que não possui boa infraestrutura ou não sabe administrá-la não terá condições de lidar com o seu dinheiro.

Aliado a isso, as tecnologias também contam, pois, com isso, você estará seguro contra as situações críticas e difíceis que o mercado financeiro pode apresentar, como, por exemplo, a volatilidade.

Escolher uma corretora de valores é muito importante para entrar no mercado financeiro. Para isso, defina o seu perfil como investidor e quais são os seus objetivos. Assim, fica mais fácil detectar qual empresa atenderá às suas necessidades. Vamos falar um pouco mais desse ponto daqui a pouco!

2. Qualidade no atendimento

A qualidade no atendimento de uma corretora deve, além de tirar as suas dúvidas de maneira eficaz, fornecer transparência nas suas ações e no processo, ou seja, um bom e eficaz atendimento é capaz de transmitir mais segurança a você como cliente.

Com isso, ter bons contatos e conseguir sanar suas dúvidas, principalmente em questões de urgência, com certeza fará com que você tenha mais confiança nos processos.

3. Baixos custos

Todo investimento possui custos, mas não comece se apavorando, basta conhecê-los para que eles não interferiram no seu retorno. Esses custos existem para garantir que as intermediações sejam feitas de forma correta e que os clientes tenham todo o suporte para operar com tranquilidade. Vamos então conhecê-los?

Taxa de Corretagem

Essa taxa é cobrada para realizar as operações de compra e venda na bolsa de valores. O custo varia de corretora para a corretora. De maneira geral, quanto mais você operar, menor será o valor da taxa de corretagem.

Taxa de Custódia

A taxa de custódia se refere aos custos de armazenamento dos títulos ou ações do investidor junto à corretora. Ela pode ter um valor fixo ou ser calculada a partir do valor dos papéis guardados.

Essa cobrança, no entanto, não é obrigatória. A isenção pode ocorrer conforme o volume de movimentação ou de acordo com as ações e negociações realizadas pelo investidor durante período de tempo.

Taxas de TED

Essa taxa varia de acordo com o seu banco. Ela é cobrada em razão da transferência de recursos da sua conta bancária para a conta da corretora escolhida.

Taxas de abertura e manutenção de conta

As corretoras de valores podem cobrar taxas para a abertura e/ou manutenção da sua conta. Se informe bem antes da escolha final.

Bom, lembra que eu comentei antes sobre a importância de definir seu perfil e seus objetivos para então fazer sua escolha? Antes de optar por uma corretora de valores, tenha em mente qual modalidade de investimento você deseja participar.

Corretora de valores: as características essenciais para quem deseja…

…Investir em ações

As melhores corretoras para quem deseja investir em ações são aquelas que te ajudam a identificar os melhores papéis e o momento certo de alocar seu capital. Tudo isso com segurança e planejamento. Então, os seguintes pontos são essenciais:

  • Análises de ações e de mercado;
  • Recomendações de investimento;
  • Alternativas diferenciadas como contratos futuros;
  • Facilidade para entender a rentabilidade dos seus investimentos;
  • Preços justos que não comprometam todo o lucro;
  • Transparência sobre os custos operacionais;
  • Suporte rápido e eficiente na hora de realizar suas operações.

…Investir em Tesouro Direto e Renda Fixa

Se o seu perfil é mais conservador e você deseja começar com investimentos menos arriscados, como investir em Tesouro Direto e Renda Fixa, escolher uma boa corretora também faz toda a diferença, afinal, você já sabe que os bancos oferecem opções limitadas, com menor rentabilidade e maiores custos. Confira os seguintes pontos que fazem a diferença:

  • Variedade de opções de investimentos.
  • Plataforma de aplicação fácil e segura.
  • Recomendação de títulos de acordo com o seu planejamento.
  • Simulação de rentabilidade dos investimentos.
  • Comparador de investimentos.

…Ser trader

Se você é um day trader ou outro tipo de investidor que gosta de acompanhar o mercado e buscar lucros em operações de pouco tempo, você precisa conferir os três principais pontos a seguir:

  • Custos operacionais acessíveis e justos.
  • Infraestrutura que permite rápido atendimento em caso de qualquer imprevisto.
  • A disponibilidade da plataforma Profit, para operar com agilidade, segurança, em qualquer lugar, e realizar operações de alta performance.

Esse artigo te ajudou? Se você está começando agora no mercado financeiro, não deixe de conferir nosso curso gratuito “Como Começar a Investir”. Com ele, você vai entender todos os tipos de investimentos da renda fixa, à renda variável, fácil, e gratuitamente. Até uma próxima vez!