146096 veja como os indicadores economicos influenciam na volatilidade do mercado
146096 veja como os indicadores economicos influenciam na volatilidade do mercado

Veja como os indicadores econômicos influenciam na volatilidade do mercado

Você quer investir no mercado financeiro e saber quais as opções mais rentáveis? Essa é uma questão importante, mas outro fator muito relevante na hora de decidir sobre seus investimentos é saber quais riscos estão envolvidos. Para isso, você precisa compreender o impacto dos indicadores econômicos na variação de preços do mercado.

Para fazer uma análise mais eficaz, é necessário analisar o risco e o retorno das opções de aplicações disponíveis para investir seus recursos. Um ativo que ofereça alta rentabilidade pode contar com um nível de risco que não compense.

Neste post, você entenderá melhor o assunto e conhecerá os índices do mercado nacional mais importantes para você monitorar e obter êxito nos seus investimentos.

Como definir o risco de um investimento?

Ao realizar uma aplicação financeira, você tem uma estimativa do retorno esperado. O risco é justamente a probabilidade de o retorno ser incompatível com o previsto, implicando a possibilidade de perda parcial ou total do valor investido.

Consequentemente, quanto menor o risco, menor será o lucro do capital empregado. Confira adiante como os indicadores econômicos influenciam na volatilidade do mercado.

IPCA

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo mede as taxas de inflação da nossa economia. Por meio do IPCA, sabemos se as metas de inflação estão sendo alcançadas. O índice também mede se houve aumento ou diminuição do custo de vida das famílias brasileiras.

Além de estipular o reajuste de preços no mercado, o IPCA é utilizado como um índice de reajuste de investimentos muito populares no mercado de capitais. Os principais papéis atrelados ao IPCA são:

  • Tesouro Direto;
  • Letra de Crédito Imobiliário;
  • Letra de Crédito do Agronegócio;
  • alguns fundos de investimento em renda fixa.

Taxa de desemprego

Quando a taxa de desemprego sobe, o consumidor brasileiro perde renda e, consequentemente, poder de consumo. Ao comprar menos produtos ou serviços, reflexos são gerados no empresariado, que diminui os investimentos. Menos investimentos, menos empregos.

Além disso, mesmo quem está empregado também começa a consumir menos, pois tem medo de perder o emprego. E, assim, cria-se um ciclo vicioso. Desemprego é reflexo de crise econômica. Crises aumentam o risco de se investir em determinado país, ao mesmo tempo em que diminuem o retorno dos investimentos.

A consequência disso é a queda do crescimento, impactando na geração de empregos. Afinal, com os altos custos trabalhistas do Brasil, enxugar o quadro de colaboradores é uma das principais formas utilizadas por empresas para a redução de custos.

Taxa Referencial

A TR foi criada no começo dos anos 90, durante o governo Collor, com o objetivo de servir de referência para a medição da taxa de juros. Hoje, a TR é usada para corrigir valores de alguns investimentos, sendo a poupança o mais conhecido.

A Taxa Referencial é calculada pela Taxa Básica Financeira (TBF). A conta é feita por meio da média ponderada das taxas de juros dos CDBs prefixados (Certificados de Depósitos Bancários) das 30 maiores instituições financeiras brasileiras, que, por sua vez, são relacionadas — ainda que indiretamente — à Selic.

Selic

A Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) é estipulada pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil (COPOM) a cada 45 dias. Ela também é conhecida como taxa básica de juros, pois é empregada como base para fixação da taxa de juros brasileira.

Esse indicador econômico também serve como mecanismo para o Banco Central controlar a inflação. Basicamente, ao determinar a alta da Selic, o governo tem como objetivo a queda da inflação.  

O aumento da taxa básica de juros impacta na alta dos juros cobrados em financiamentos, cartões de crédito e empréstimos, desestimulando o consumo. Menos vendas, preços menores, inflação mais baixa.

Por outro lado, quando a Selic sobre, investimentos, como o Tesouro Selic (antiga LFT), oferecem ótimas oportunidades de ganhos.

Se você gostou deste texto sobre indicadores econômicos e sobre como eles afetam seus investimentos, então, siga as nossas páginas nas redes sociais e acompanhe nossas atualizações: estamos no Facebook, no Twitter e no LinkedIn!